icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/06/2014
16:44

Aos 14 minutos do segundo tempo, Luiz Gustavo fez falta dura em um jogador chileno e o árbitro Howard Webb mostrou o amarelo para o volante. Como era um dos brasileiros pendurados em campo, ele já sabia que não iria jogar as quartas de final na próxima sexta-feira. Mesmo assim, o meio-campista afirmou que, na hora, não pensava se iria ser suspenso ou não, pois o jogo contra o Chile poderia ser o último.

- Sem dúvidas tem de viver o dia de hoje, não estava pensando nisso, hoje poderia ser o último, valia tudo, todo mundo foi coração até o fim, tentando dar o melhor. Infelizmente tomei o cartão, mas conseguimos nosso objetivo - disse o meio-campista.

Com Luiz Gustavo suspenso, uma vaga no meio de campo fica aberta. Fernandinho foi titular ao lado dele contra o Chile, e Ramires entrou durante o jogo. Paulinho, Hernanes e Henrique também são opções. Dante também pode entrar na zaga, caso Felipão opte por deslocar David Luiz para o setor.

Na próxima sexta, o Brasil irá voltar ao Estádio Castelão, em Fortaleza, e jogará com mais seis pendurados: o zagueiro Thiago Silva, o volante Ramires, o lateral Daniel Alves e os atancates Neymar, Hulk e Jô.

Luiz Gustavo ainda falou sobre a sequência da Copa e dos momentos difíceis que a Seleção Brasileira encontrou no jogo.

- No final, uma bola daquela (chute na trave de Pinilla no fim da prorrogação) destruiria um sonho de milhões de brasileiros. Graças a Deus deu tudo certo, nos fortalece ainda mais para a continuidade. A tendência é ficar mais difícil - afirmou.

- Eu não penso só em mim, penso na família dos meus companheiros, em suas casas, várias pessoas de todas as classes sociais, querendo o objetivo da vitória. Agora é trabalhar bem para a próxima batalha que tem pela frente - concluiu.