icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/03/2014
10:49

A quantidade de edições do UFC no Brasil tem gerado cada vez mais oportunidades para os atletas. Um dos que agarraram essa chance foi Luiz Besouro, depois de participar da segunda temporada do The Ultimate Fighter Brasil, no ano passado. Contratado pelo UFC, não teve a estreia que sonhava na edição de Cingapura, em janeiro, mas está pronto para recuperar a confiança da franquia, e vê uma edição em solo nacional como cenário ideal para isso.

O atleta patrocinado quer deixar claro que a desqualificação diante de Kiichi Kunimoto foi um deslize, que não voltará a acontecer. Besouro vinha de uma sequência de cinco triunfos seguidos antes do revés, além das duas vitórias no TUF, uma na fase de eliminatórias e uma dentro da casa.

- Quero que minha próxima luta seja aqui no Brasil, ainda não sei em qual evento e nem contra quem mas estamos negociando e quase certo que será aqui. Vai ser muito gostoso sentir o calor do nosso povo e espero que o pessoal do UFC me dê essa chance de mostrar que eu vim para ficar - afirma o lutador.

A luta em território nacional não é única novidade programada pelo lutador. Ele também espera confirmar sua descida de peso, passando para a divisão dos leves (até 70kg). Com atletas mais altos e mais fortes, segundo o próprio, em sua categoria atual, a dos meio-médios (até 77kg), Besouro quer voltar para sua divisão de origem e usar o físico em seu favor.

Em sua estreia pelo UFC, Besouro perdeu por desqualificação (FOTO: Divulgação)

- Quero descer de peso, já que não tenho muito problema em emagrecer. Apesar de gostar muito de comer besteira (risos), vou fazer um esforço na hora da dieta e acredito que não será problema bater os 70kg - prevê o atleta.

Para o carioca, o título da categoria não deve permanecer por muito tempo com o atual campeão, o americano Anthony Pettis, que tem seu próximo desafio marcado contra o compatriota Gilbert Melendez.

- De todos da categoria, o Melendez é o melhor. Ele é completo, tem bom boxe, bom wrestling, bate muito bem à longa distância e treina com o pessoal mais cascudo. Acho que ele tem as armas necessárias para bater o campeão e é nisso que eu aposto.

Aposta em Wand no TUF Brasil 3

Besouro foi contratado pelo UFC após participar da segunda temporada do The Ultimate Fighter Brasil. Com a terceira edição do programa, que tem como treinadores Wanderlei Silva e Chael Sonnen já no ar, ele aposta no fator caseiro para dar o favoritismo ao 'Cachorro Louco' no duelo contra o falastrão americano.

- Acho que o Wanderlei tem uma pedreira pela frente, mas vai lutar em casa, e vai ficar muito fortalecido por isso. Além de estar com sangue nos olhos. Acho também que a categoria perfeita para ele é essa (até 93kg), nos médios (até 84kg) ele fica desfavorecido, então acredito em uma vitória do Wand por nocaute, por ter todos esses fatores a favor dele - acredita.