icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA E THIAGO CORREIA
28/06/2014
15:45

O ambiente do jogo Colômbia x Uruguai no Maracanã, neste sábado, pelas oitavas de final da Copa do Mundo tem um personagem em especial: Luis Suárez. Fora da competição após ter mordido no zagueiro italiano Chiellini, o craque da Celeste está estampado em milhares de máscaras carregadas pelos torcedores uruguaios. No lado colombiano, como não poderia deixar de ser, a "cabeleira" de Valderrama é destaque.

Os torcedores uruguaios encontraram na máscara de Suárez uma forma de fazer um protesto autêntico contra a saída do atacante do Liverpool do Mundial do Brasil. Ele pegou um gancho de quatro meses, mais uma multa no valor de 100 mil francos suíços, cerca de R$ 247 mil. Muitos consideram a punição muito pesada, e falam em decisão "política" por parte da Fifa.

Colombianos estão confiantes na classificação para as oitavas de final (Foto: Paulo Sergio/Lancepress)

Em maior número, e também animados, os colombianos não esquecem do eterno camisa 10 da seleção: Carlos Valderrama. Famoso pelo toque de bola refinado e, principalmente, por carregar uma cabeleira daquelas, o astros acabou recebendo "homenagens" no Maracanã.

Segurança é reforçada no Maracanã para Colômbia x Uruguai (Foto: Paulo Sergio/Lancepress)

Um fato curioso aconteceu na entrada da imprensa. Um jornalista estrangeiro tirou de sua bolsa um barbeador. Logo, o segurança avisou, em português, que era proibido entrar com o objeto. O jornalista, então, tentou argumentar. Ambos não se entenderam no dialeto, e uma ajuda teve de ser solicitada para que o rapaz, sem o barbeador, pudesse entrar no estádio.