icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/07/2013
21:26

O atacante Luis Fabiano foi substituído aos 12 minutos do segundo tempo na derrota por 3 a 0 diante do Cruzeiro, neste sábado, no estádio do Morumbi, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Após sair vaiado e chamado mais uma vez de "pipoqueiro" pela torcida, o jogador afirma que vive má fase, assim como o time.

– É a pior fase da minha carreira, mas tem coisas que temos de passar, enfrentar com a cabeça erguida. Temos de aguentar críticas e xingamentos – declarou o camisa 9.

Sem vencer há dez partidas - sendo oito derrotas e dois empates neste período -, o São Paulo já ocupa a 15º colocação no torneio nacional. Luis Fabiano disse que não pediu para sair de campo e tenta procurar explicações para justificar o desempenho do time.

– O problema nós estamos tentando detectar. Não sabemos o que está acontecendo. A partir do momento que vencermos, vamos ter de novo a confiança para vencer os jogos – disse.

– Eu tenho 32 anos, já passei por muita coisa na minha carreira. Sei do que sou capaz. Sempre quando as coisas estão ruins, eu sou o vilão. Temos de ter tranquilidade para tirar o São Paulo dessa situação - acrescentou.

Luis Fabiano ainda rechaçou a possibilidade de pensar em rebaixamento nesse momento, ainda na oitava rodada.

Assista aos gols da derrota do São Paulo para o Cruzeiro por 3x0

O atacante Luis Fabiano foi substituído aos 12 minutos do segundo tempo na derrota por 3 a 0 diante do Cruzeiro, neste sábado, no estádio do Morumbi, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Após sair vaiado e chamado mais uma vez de "pipoqueiro" pela torcida, o jogador afirma que vive má fase, assim como o time.

– É a pior fase da minha carreira, mas tem coisas que temos de passar, enfrentar com a cabeça erguida. Temos de aguentar críticas e xingamentos – declarou o camisa 9.

Sem vencer há dez partidas - sendo oito derrotas e dois empates neste período -, o São Paulo já ocupa a 15º colocação no torneio nacional. Luis Fabiano disse que não pediu para sair de campo e tenta procurar explicações para justificar o desempenho do time.

– O problema nós estamos tentando detectar. Não sabemos o que está acontecendo. A partir do momento que vencermos, vamos ter de novo a confiança para vencer os jogos – disse.

– Eu tenho 32 anos, já passei por muita coisa na minha carreira. Sei do que sou capaz. Sempre quando as coisas estão ruins, eu sou o vilão. Temos de ter tranquilidade para tirar o São Paulo dessa situação - acrescentou.

Luis Fabiano ainda rechaçou a possibilidade de pensar em rebaixamento nesse momento, ainda na oitava rodada.

Assista aos gols da derrota do São Paulo para o Cruzeiro por 3x0