icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
23:05

O atacante Luis Fabiano acusou o árbitro Antônio Batista do Prado de agir com má-fé por deixar de marcar pênalti a favor do São Paulo. Ainda no primeiro tempo do confronto com o Osasco Audax, que terminou em goleada por 4 a 0, o camisa 9 tricolor recebeu de Ganso, cortou o zagueiro e foi atropelado por Camacho na hora de finalizar.

- Pênalti claro. Eu não entendo para que servem o cara que fica do lado do gol, o bandeirinha... Tem 500 árbitros para ver. Pra quê? Pra quê? Pênalti claro, é má-fé, não pode ser. A hora que ele viu que era eu, não quis apitar - disse o Fabuloso.

Único pendurado do elenco são-paulino para esta partida, Luis Fabiano não reclamou com o árbitro durante a partida e nem se desesperou com duas chances perdidas no primeiro tempo.

Na etapa complementar, o centroavante respondeu na bola e marcou os dois primeiros gols da goleada que garantiu a classificação do São Paulo às quartas de final do Campeonato Paulista. O próximo jogo da equipe é o clássico de domingo às 16h, contra o Corinthians, no Pacaembu.

São Paulo vence Audax e garante vaga