icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/11/2013
00:28

O atacante Luis Fabiano deixou o campo cabisbaixo após a derrota do São Paulo por 3 a 1 para a Ponte Preta nesta quarta-feira, no estádio do Morumbi, pelo jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. Mesmo abatido com o resultado, o camisa 9 relembrou os obstáculos que o clube do Morumbi encontrou na temporada para que o elenco tenha força de buscar a classificação à final do torneio.

- Resultado negativo, mas vamos em busca de força para reverter a situação. O ano foi duro, a gente viveu o ano inteiro recebendo críticas, de zona de rebaixamento, e conseguimos sair. Agora vamos buscar o resultado fora de casa - declarou o atacante, na saída de campo.

Muricy Ramalho assumiu o time justamente contra a Ponte, no primeiro jogo do segundo turno do Campeonato Brasileiro, no Morumbi, e o time venceu por 1 a 0. Na ocasião, a equipe estava na 18ª colocação e, atualmente, ocupa o oitavo lugar.

Em baixa, Luis Fabiano iniciou a partida no banco de reservas, fato que tinha ocorrido pela última vez há 12 anos. Aclamado pela torcida, o jogador entrou aos 15 minutos do segundo tempo, mas pouco fez em campo.

- São coisas normais que podem acontecer, há outros jogadores que também podem vestir a camisa do São Paulo. Gostar (de ficar no banco) ninguém gosta, mas tem de aceitar - afirmou.

Agora, para conseguir a classificação, o São Paulo precisa vencer por três gols de diferença ou dois, caso faça no mínimo quatro. Se triunfar por 3 a 1 levará a decisão para os pênaltis. Qualquer empate será da Ponte Preta. Para Fabuloso, o Tricolor tem condições de chegar à decisão do torneio. Vale lembrar que, nas oitavas, o time empatou em casa na ida e venceu a Universidad Católica (CHI) por 4 a 3 em Santiago. Nas quartas, encarou o Atlético Nacional (COL) e segurou um empate sem gols em Medellín.

- É difícil, mas não é impossível. A gente provou que pode reverter a situação - completou.

O jogo de volta acontecerá na próxima quarta-feira, dia 27 de novembro, em local ainda indefinido. Mas, provavelmente, acontecerá em Mogi Mirim.