icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
25/06/2014
15:17

Diego Lugano soltou os cachorros para falar do caso do atacante Luis Suárez, que tem sido criticado pela mordida no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, em duelo desta terça-feira, entre Uruguai e Itália, que os uruguaios venceram por 1 a 0, garantindo a classificação às oitavas de final e eliminando o rival.

Em entrevista nesta quarta-feira, o capitão da Celeste admitiu que está "puto" pela repercussão do lance ser maior do que a própria vitória uruguaia. Ele chegou a lembrar da cotovelada de Neymar em Modric, no duelo entre Brasil e Croácia, pela abertura da Copa. Na ocasião, o camisa 10 da Seleção foi advertido com um cartão amarelo.

- Na verdade, isso me deixa muito puto. Ontem (terça-feira) o Uruguai conseguiu uma vitória histórica contra uma potência do mundo e a imprensa mundial fala de um lance de jogo. Foi um contato físico, uma provocação mútua, para tirar a concentração do outro. Tenho visto muitos lances violentos nessa Copa, como cotovelada no nariz, chute na tíbia, no joelho, isso sim é perigoso. Não vi ninguém falar disso. Não sei se vocês jornalistas querem fazer justiça ou tirar alguma vantagem. Como um lance desse teve tanta repercussão? O lance do primeiro jogo do Brasil eu nunca mais vi ou ouvi falar, a cotovelada na cara do croata. Futebol é assim, contato, tem de ter mais equilíbrio e justiça quando falam de diferentes fatos. Parece que só querem apontar para um jogador, uma seleção. Parece de propósito. Não sei se procuram justiça ou vantagem, mas queria que tudo fosse analisado de maneira igual - afirmou o jogador uruguaio.

Na madrugada desta quarta-feira, a Fifa emitiu um comunidade dizendo que abriu um processo disciplinar contra Suárez para analisar o caso. Se ele for punido, poderá ser desfalque no duelo das oitavas de final diante da Colômbia, no próximo sábado (28), no Maracanã. Membros da Associação Uruguaia de Futebol (AUF) viajaram já nesta quarta para o Rio de Janeiro, onde o caso será analisado pela entidade máxima do futebol. Lugano afirmou que a Fifa agiu por...

- Pressão da imprensa! Nem sabia que a Fifa tinha feito isso. Mas fico surpreso porque a gente vê muito futebol e nunca falarem tanto. Tiveram lances violentos, erros de arbitragem, e nada. O lance do Suárez foi contato, mútua provocação. Isso é futebol. Se não tivesse contato, seria vôlei. Fico surpreso com tanta repercussão. Sem dúvida que Suárez vende, ele é um craque, carismático, tem potencial para ser o craque da Copa, levar o Uruguai nas costas. Ele dá medo nos adversários. O fato é que o Uruguai não tem muito peso político, isso não nos ajuda. Mas estou tranquilo. Como já fez mil vezes, Luis vai se levantar, no próximo jogo vai ser o cara e vai carregar o time nas costas. Se é isso que tem pra ele, tudo bem - esbravejou o capitão celeste.

O tema, na verdade, começou a ser abordado por um jornalista inglês. O zagueiro, que atuava no West Bromwich, da Inglaterra, disse que não estava entendendo a pergunta em inglês. O assessor da AUF chegou a intervir e disse que a coletiva era apenas em espanhol. Então, com uma "cola" em um caderno, o jornalista fez as perguntas sobre Suárez, e foi atacado pelo capitão da Celeste.

- Que incidente? Qual, diga-me? Não sei o que te falar... Você está falando de Premier League ou agora da seleção? A imagem não mostra nada, mostra uma provocação. Os meios britânicos têm perseguição com Suárez, todos sabem. Ele vende jornal na Inglaterra. Senão você, jornalista inglês, não estaria aqui falando do Uruguai. Aqui estamos contetes pelo triunfo. Vejo que você não está feliz, pela sua cara - disse Lugano.