icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/03/2014
23:51

Três dias após ficar sem chances de classificação no Campeonato Paulista, o Corinthians estreou na Copa do Brasil e deu mais uma prova de que o rendimento do time ainda está muito distante do ideal. Os comandados de Mano Menezes sofreram com o gramado irregular do estádio Joia da Princesa, não envolveram o Bahia de Feira de Santana e venceram por 2 a 0 para eliminar o jogo de volta graças à eficiência da dupla formada por Romarinho e Luciano. De positivo fica justamente o fato de evitar a segunda partida, algo que os rivais Palmeiras e São Paulo não conseguiram. 

No duelo em terras baianas, Jadson e Renato Augusto, enfim, tiveram a oportunidade de iniciarem uma partida juntos. Com a bola rolando - mal, devido ao gramado irregular -, apenas o camisa 10 chamou a responsabilidade e acertou os bons passes que têm sido frequentes nos últimos jogos. No final, deu lugar ao estreante Malcom. Por outro lado, Renato esteve preso à meia direita: não buscou a bola com os volantes, não tabelou com Fagner e não se aproximou de Romarinho e Luciano.

Os dois atacante foram as principais armas do Timão na partida. Na base da velocidade, a dupla deu trabalho para Bruno e Ramon e construiu toda a jogada do único gol do confronto. Romarinho dominou com categoria lançamento longo do zagueiro Cleber e acertou assistência açucarada para Luciano. O camisa 18 invadiu a área com rapidez e bateu rasteiro na saída do goleiro Maicon para abrir o placar aos 31 minutos.

Se tentou impor forte ritmo na marcação durante o primeiro tempo, o Bahia de Feira sofreu com o cansaço na etapa complementar. Logo aos dez minutos, o habilidoso Jackson caiu no gramado com forte cãibra na perna direita e precisou receber atendimento médico. O desgaste do time treinado por Barbosinha aumentava intensamente, mas o Corinthians, acomodado, pouco ameaçou a meta de Maicon para tentar eliminar o confronto de volta.

A rede chegou a balançar no que seria o segundo gol do Corinthians, marcado pelo zagueiro Cleber. No entanto, a família do baiano que compareceu ao Joia da Princesa lamentou o impedimento corretamente marcado pela arbitragem. Se os alvinegros reclamaram do tento invalidado, o Bahia deixou o estádio irritado com toque de mão de Gil na grande área. O árbitro Grazianni Maciel Rocha, porém, considerou o lance involuntário e nada marcou.

Os baianos, ao menos, comemoravam a chance de viajar para São Paulo e tentar tirar proveito do momento instável do Timão, mas Romarinho e Luciano mais uma vez mostraram poder de decisão. Romarinho fez boa jogada pelo meio e enfiou para o lateral-esquerdo Uendel bater firme de canhota. Maicon espalmou para o meio da área e Luciano apareceu com oportunismo para estufar as redes. O sexto gol do novo artilheiro alvinegro em 2014 serviu para eliminar o jogo de volta e garantir longos 31 dias sem partidas oficiais para o Corinthians, a partir da próxima segunda-feira. No domingo, o time ainda recebe o Atlético Sorocaba no Pacaembu, pela última rodada do Paulistão.

FICHA TÉCNICA

BAHIA DE FEIRA 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA)
Data/Hora: 19 de março de 2014, às 22h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Kildenn Tadeu M. de Lucena (PB) e Jose M. de Lucena Netto (PB)

Público/renda: R$ 175.660,00/3.653 pagantes.
Cartões amarelos: Copetti, Bruno e Bruninho (BFE); Guilherme (COR)
Cartões vermelhos: nenhum

GOLS: Luciano, aos 31'/1ºT (0-1) e aos 43'/2ºT (0-2)

BAHIA DE FEIRA: Maicon, Orlan, Bruno, Ramon, Alex; Anderson, Copetti, Jó, Bruninho (Robert - 27'/2ºT) ; Jacson (Pablo - 37/2ºT) e Carlinhos (Jeferson - 13'/2ºT). Técnico: Quintino Barbosa.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Cléber, Gil, Fábio Santos (Uendel - 24'/2ºT); Ralf, Guilherme, Renato Augusto (Danilo - 24'/2ºT), Jadson (Malcom - 36'/2ºT); Luciano e Romarinho. Técnico: Mano Menezes.