icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
22:36

Apesar de o Estádio Centenário ter recebido na noite desta quinta-feira o atual campeão uruguaio e o vencedor da última Libertadores, Danubio e San Lorenzo mostraram muitos problemas. O time do Papa, assim como no ano passado, parece mais uma vez estar santificado, e com dois gols no fim da partida venceu por 2 a 1, de virada.

Independentemente do resultado, os corintianos e são-paulinos que assistiram ao duelo entre as duas equipes foram dormir mais felizes e tranquilos. De um lado, o Danubio mostrou ineficiência no meio de campo. Deixando constantes espaços, os uruguaios foram por várias vezes agredidos por alí. Sorte é que o rival da noite não tinha Jadson e Renato Augusto ou Ganso e Michel Bastos.

Já a equipe do Papa Francisco precisará das bênção em todos os jogos para chegar longe na competição Concentrando o jogo no experiente Romagnoli, os argentinos pouco criaram, mas foram decisivos no fim. Já na parte defensiva, o lado direito apresentou falhas.


O Danubio levou a virada do San Lorenzo no Estádio Centenário, em Montevidéu (URU) (Foto: Divulgação)

Foi exatamente lá que o Danúbio conseguiu o primeiro gol da partida. Aos 10 minutos, após receber passe no meio de três zagueiros, o atacante Matías Castro, um dos poucos destaques do confronto, fez o gol.

Com a vantagem logo cedo, o time da casa resolveu se fechar. Precisando empatar, o San Lorenzo saiu para o jogo. Romagnoli, o melhor do lado argentino, chegou a ter chance de ouro, mas finalizou mal e perdeu. Já Fonaroli tentou ampliar e falhou. Quando os uruguaios pareciam que conquistariam os três pontos, veio a virada.

Aos 41 minutos, Mauro Matos pegou uma sobra na pequena área e empatou. Dois minutos mais tarde, Cetto, depois de desvio no primeiro pau, testou para o fundo das redes, virando e sacramentando a vitória argentina.

O San Lorenzo, ao lado do Corinthians, lidera o grupo 2 "da morte", com três pontos. Já o clube uruguaio tem zero, junto do São Paulo. Timão e Tricolor agora pegam San Lorenzo e Danúbio, respectivamente. Com a atuação de ontem, os rivais sul-americanos deixaram claro que não metem medo algum nos brasileiros.