icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/07/2013
22:59

Num jogo fraco tecnicamente, quem brilhou foi um goleiro. Marcelo Lomba defendeu duas cobranças de pênaltis do artilheiro William e garantiu o empate em 0 a 0 do Bahia com a Ponte Preta, na noite deste sábado, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Tricolor de Aço segue no G4 do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos.

Já a Ponte Preta segue sem vencer em casa no Brasileirão. A consequência disso é a posição na tabela: 14º lugar apenas, com sete pontos. A Macaca volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Atlético-MG, em Belo Horizonte, enquanto o Bahia faz o clássico com o Vitória no Barradão.

O jogo em Campinas começou muito truncado, com as duas equipes errando passes e cometendo faltas no meio de campo. A Ponte tentou impor pressão através de bolas levantadas na área, mas sem surtir muito efeito. Na melhor chance, aos 25 minutos, Lomba fez boa defesa em cabeçada do atacante William.

Pelo Bahia, Anderson Talisca foi o único a dar trabalho para o goleiro Roberto, que defendeu seu chute, aos 35 minutos. Confuso em suas marcações e sem pulso para coibir reclamações dos jogadores, o árbitro Pablo Gonçalves contribuía decisivamente para que o primeiro tempo ficasse ainda pior.

Veio o segundo tempo e a Ponte Preta seguiu usando as bolas levantadas na área. Em um delas, Ferrón quase abriu o placar após cabecear no contrapé de Lomba e a bola passou raspando a trave.

Mas o time campineiro não pode reclamar de chances para vencer. O time teve dois pênaltis a seu favor, mas o goleiro do Bahia segurou as duas cobranças de William. A partir daí, os dois técnicos fizeram muitas substituições, mas o placar seguiu inalterado até o apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 0 BAHIA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data-Hora: 13/7/2013 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Lorival Cândido das Flores (RN)
Renda e público: R$ 43.516,00 / 3.325 pagantes
Cartões amarelos: Baraka, Ramírez e Rildo (PON); Marcelo Lomba, Lucas Fonseca, Diego, Fahel, Diones, Marquinhos e Talisca (BAH)
Cartões vermelhos: -
Gols: -

PONTE PRETA: Roberto, Artur (Tiago Cametá 23'/2ºT, depois Giovanni 40'/2ºT), Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Paulo Roberto (Adrianinho 23'/2ºT) e Ramírez; Chiquinho, William e Rildo - Técnico: Paulo César Carpegiani.

BAHIA: Marcelo Lomba, Madson, Lucas Fonseca, Diego (Feijão 36'/2ºT) e Raul; Fahel, Diones, Rafael Miranda, Talisca e Marquinhos (Wallyson 18'/2ºT); Fernandão (Souza 29'/2ºT) – Técnico: Cristóvão Borges.

Num jogo fraco tecnicamente, quem brilhou foi um goleiro. Marcelo Lomba defendeu duas cobranças de pênaltis do artilheiro William e garantiu o empate em 0 a 0 do Bahia com a Ponte Preta, na noite deste sábado, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Tricolor de Aço segue no G4 do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos.

Já a Ponte Preta segue sem vencer em casa no Brasileirão. A consequência disso é a posição na tabela: 14º lugar apenas, com sete pontos. A Macaca volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Atlético-MG, em Belo Horizonte, enquanto o Bahia faz o clássico com o Vitória no Barradão.

O jogo em Campinas começou muito truncado, com as duas equipes errando passes e cometendo faltas no meio de campo. A Ponte tentou impor pressão através de bolas levantadas na área, mas sem surtir muito efeito. Na melhor chance, aos 25 minutos, Lomba fez boa defesa em cabeçada do atacante William.

Pelo Bahia, Anderson Talisca foi o único a dar trabalho para o goleiro Roberto, que defendeu seu chute, aos 35 minutos. Confuso em suas marcações e sem pulso para coibir reclamações dos jogadores, o árbitro Pablo Gonçalves contribuía decisivamente para que o primeiro tempo ficasse ainda pior.

Veio o segundo tempo e a Ponte Preta seguiu usando as bolas levantadas na área. Em um delas, Ferrón quase abriu o placar após cabecear no contrapé de Lomba e a bola passou raspando a trave.

Mas o time campineiro não pode reclamar de chances para vencer. O time teve dois pênaltis a seu favor, mas o goleiro do Bahia segurou as duas cobranças de William. A partir daí, os dois técnicos fizeram muitas substituições, mas o placar seguiu inalterado até o apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 0 BAHIA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data-Hora: 13/7/2013 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Lorival Cândido das Flores (RN)
Renda e público: R$ 43.516,00 / 3.325 pagantes
Cartões amarelos: Baraka, Ramírez e Rildo (PON); Marcelo Lomba, Lucas Fonseca, Diego, Fahel, Diones, Marquinhos e Talisca (BAH)
Cartões vermelhos: -
Gols: -

PONTE PRETA: Roberto, Artur (Tiago Cametá 23'/2ºT, depois Giovanni 40'/2ºT), Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Paulo Roberto (Adrianinho 23'/2ºT) e Ramírez; Chiquinho, William e Rildo - Técnico: Paulo César Carpegiani.

BAHIA: Marcelo Lomba, Madson, Lucas Fonseca, Diego (Feijão 36'/2ºT) e Raul; Fahel, Diones, Rafael Miranda, Talisca e Marquinhos (Wallyson 18'/2ºT); Fernandão (Souza 29'/2ºT) – Técnico: Cristóvão Borges.