icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/04/2014
11:40

Ídolo de boa parte da torcida do Botafogo, o atacante Loco Abreu não cansa de exaltar o Alvinegro. Mesmo no Rosário Central (Argentina), o ex-camisa 13 diz que sonha em voltar ao Glorioso, clube apontado por ele como sendo o 'do coração'.

- Tenho a sensação que a minha história no futebol brasileiro não chegou ao fim. Seria especial no clube de coração, no Botafogo. Mas por enquanto é só um desejo, um sonho. Não quero me precipitar. Além disso, hoje estou bem aqui no Rosario e sou jogador do Nacional, estou emprestado. Tomara Deus eu consiga dar um encerramento a minha história no Botafogo do jeito que eu acho que deveria ser - disse o atacante, em entrevista à Rádio ESPN.

Relembre momentos de Loco Abreu no Botafogo

Apesar de não atuar pela seleção do Uruguai desde 2012, Loco ainda mantém o sonho de disputar a Copa do Mundo no Brasil.

- O momento que vivo no futebol argentino dá mais moral. Acho que essa possibilidade existe. Tenho que esperar a lista dos jogadores. Eu me sinto eficiente dentro do futebol da Argentina, sendo um jogador importante no clube em que estou. Do jeito que estou jogando, sei que estou no nível de jogador de seleção. Mas a decisão final como sempre é do treinador - disse o atacante, referindo-se ao técnico Óscar Tabárez.

Perguntado se seria possível a repetição de um Maracanazzo - quando o Uruguai bateu o Brasil na final da Copa do Mundo de 1950, em pleno Maracanã -, o atacante preferiu pensar numa nova história.

- Temos orgulho do que os craques de 50 fizeram. Ninguém vai apagar a história, que é impressionante. Mas não vai voltar a acontecer. Isso foi único e vai ficar na história para sempre. Ninguém poderá fazer o que os caras fizeram lá no Maracanã. O que a gente tem que fazer é uma própria história, uma história diferente agora em 2014.