icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/02/2015
17:36

O atacante Loco Abre – ídolo de boa parte da torcida alvinegra – cobra do Botafogo uma dívida trabalhista de R$ 2 milhões. O uruguaio acionou o Glorioso na Justiça e exige receber o montante nos próximos dias.

O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, confirmou o contato do empresário do jogador e fez questão de ressaltar o delicado momento financeiro do clube.

– É um momento difícil, as questões financeiras envolvem nosso dia a dia. Na última sexta-feira, recebemos um comunicado do empresário do Loco Abreu nos cobrando uma quantia em torno de R$ 2 milhões para pagar em até dez dias ao jogador – explicou o mandatário alvinegro em entrevista à Rádio Tupi.

O presidente aproveitou para destacar que a prioridade da diretoria, no momento, é honrar os compromissos com os jogadores do clube.

– Estamos tentando proteger os recursos do Botafogo e manter a nossa maior obrigação, que é pagar os salários em dia – disse.

No fim do ano passado, Botafogo e Loco Abreu chegaram a flertar com um possível acordo de retorno do atacante. No entanto, a negociação foi descartada pelo departamento de futebol.