icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
26/11/2014
20:37

O Paschoalotto/Bauru tem no pivô Murilo Becker um de seus destaques na grande final da Liga Sul-Americana de Clubes, contra o Mogi das Cruzes/Helbor, marcada para esta quinta-feira, às 21h30, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru.

- A expectativa é a melhor possível. Disputar um titulo internacional em casa, com o Bauru também em busca do primeiro titulo internacional, é uma grande responsabilidade, mas contamos com vários jogadores experientes e todos estão focados na decisão, destacou Murilo.

O jogador não deu pistas de como a equipe jogará contra Mogi, que conta com estrelas como Shamell e Tyrone Curnell, mas reforçou que a postura adotada pela equipe de Bauru deve ser semelhante a da semifinal, quando os donos da casa eliminaram os uruguaios do Malvín, por 103 a 57.

- Queremos começar bem o jogo, como diante do Malvín, em que mostramos uma pegada forte não só no começo, mas durante toda a partida. Todos os atletas atuaram de forma intensa e por isso abrimos larga vantagem, algo que nem o mais otimista torcedor poderia imaginar. Agora, com certeza será diferente, até porque Mogi vem preparado, estudou muito o nosso time. Será uma final muito equilibrada, analisou.

E MAIS
>> Após confusão, Liga Paulista adia jogo entre Timão e Intelli no futsal


Murilo descarta o favoritismo, também atribuído ao Paschoalotto/Bauru pelo investimento em grandes craques do basquete. Para o jogador, o mais importante é a dedicação do elenco em busca de um único objetivo, o título, que também poderá ficar marcado como a primeira conquista internacional em um clube para o atleta de 31 anos.

- Seria, de fato, maravilhoso conquistar a Sul-Americana. Não há favoritos numa decisão como essa, mas vamos lutar muito. A cidade de Bauru, o patrocinador e os atletas merecem esse titulo, e não faltará dedicação da nossa parte, concluiu o experiente atleta.