icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
11/02/2015
06:30

Depois de vencer por 4 a 0 na Arena Corinthians, na semana passada, o Corinthians deixou o Once Caldas com uma missão impossível para o duelo desta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no estádio Palogrande, em Manizales. Impossível, sim, porque se já é difícil fazer um gol na defesa alvinegra, imagine quatro – ou cinco?!

A equipe de Tite está há quatro partidas sem sofrer gols – ilesa no amistoso diante do Corinthian-Casuals (3x0) e nos três jogos oficiais, contra Marília (3x0), Once Caldas (4x0) e Palmeiras (1x0). No total de 2015, são 437 minutos, considerando o tempo após gol sofrido para o Bayer Leverkusen, aos 13 minutos do 1 tempo, na vitória de 2 a 1 pela Florida Cup.

Principal responsável pela eficiência da zaga, Gil lidera o Timão na batalha quase vencida pela primeira fase da Libertadores. A vaga dará passagem para o Grupo 2 do torneio, que já tem São Paulo, San Lorenzo (ARG) e Danubio (URU).

– Temos uma vantagem muito boa, mas sabemos que eles vão entrar para fazer um ou dois gols para esquentar o jogo. Somos experientes, sabemos que Libertadores é difícil. Vamos entrar para jogar, e não para segurar o resultado – afirmou o zagueiro corintiano, em entrevista ao LANCE!Net, em Manizales (COL).

A eficiência da defesa foi o principal trunfo de Tite na conquista da Libertadores de forma invicta, em 2012. Na ocasião, Chicão e Leandro Castán deixaram passar apenas 4 gols em 14 partidas, batendo recordes e alcançando a glória inédita.

Gil é o ponto de equilíbrio do treinador na atual fase. Já atuou ao lado de Felipe e Edu Dracena e, sem sair de campo, virou líder do setor. Ele vem sendo um dos prinicpais nomes da equipe desde o início de 2013, mas confirmou que pode sair depois da Copa Libertadores.

A missão do Once era improvável. Contra Gil e Cia.? Fazer um gol já será um grande feito nesta quarta à noite...

INVENCIBILIDADE DA ZAGA EM 2015 - 437 MINUTOS

- Corinthians 2x1 Bayern - 77 MINUTOS (Gol sofrido aos 13 minutos do 1º tempo)
- Corinthians 3x0 Corinthian-Casuals - 90 MINUTOS
- Corinthians 3x0 Marília - 90 MINUTOS
- Corinthians 4x0 Once Caldas - 90 MINUTOS
- Palmeiras 0x1 Corinthians - 90 MINUTOS

CORINTHIANS NA LIBERTADORES 2012 - 4 GOLS SOFRIDOS EM 14 JOGOS

1. Deportivo Táchira 1x1 Corinthians
2. Corinthians 2x0 Nacional
3. Cruz Azul 0x0 Corinthians
4. Corinthians 1x0 Cruz Azul
5. Nacional 1x3 Corinthians
6. Corinthians 6x0 Deportivo Táchira
7. Emelec 0x0 Corinthians
8. Corinthians 3x0 Emelec
9. Vasco 0x0 Corinthians
10. Corinthians 1x0 Vasco
11. Santos 0x1 Corinthians
12. Corinthians 1x1 Santos
13. Boca Juniors 1x1 Corinthians
14. Corinthians 2x0 Boca Juniors

BATE-BOLA: GIL ZAGUEIRO DO CORINTHIANS, AO L!NET

‘Podemos conquistar muita coisa’

Qual o segredo do Tite para montar grandes defesas?
Não só atrás, mas a equipe inteira tem feito um bom trabalho. Sou suspeito para falar do Tite. Ele monta a equipe, não só os 11 titulares, mas estimula quem não está jogando. Quem entra mantém o nível. Fico feliz de fazer parte dessa defesa. Espero continuar assim, sem sofrer gols.

Os bons resultados nos últimos jogos deixam o Corinthians confiante para títulos em 2015?
Nosso grupo está focado no trabalho. Muitas pessoas acharam que fomos para os Estados Unidos passear, mas lá o trabalho foi sério. A prova disso são os resultados nos jogos. Nossa equipe está bem fisicamente, bem tecnicamente, bem distribuída em campo. Está tudo sendo bem feito.

Pela fase da zaga, é impossível uma tragédia e goleada no jogo?
Será muito difícil, mas no futebol tudo pode acontecer. Nossa equipe está sabendo o que pode acontecer. Treinamos bem, então estamos focados em fazer um grande jogo.

Você começou o ano bem, assim como em 2013 e 2014. E a zaga vai mudando de parceiro, mas você consegue manter o bom nível.
Fico feliz de demonstrar meu trabalho no Corinthians. Tudo é fruto do trabalho. Cada dia que venho treinar, jogar, estou com alegria. Temos um grupo em que todos se ajudam muito. Espero continuar ajudando o Corinthians, me dedicar ao máximo... Sabemos que esse ano será muito difícil, mas nós temos condição de conquistar muita coisa.

Plano de carreira para 2015 é conseguir se firmar na Seleção?
Não é plano de carreira. É desejo. Primeiramente eu tenho de estar bem no Corinthians para, depois, ser lembrado pela Seleção. Espero a chance, mas sem perder o foco.