icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
13/02/2015
01:19

O Estudiante assegurou no início da madrugada desta sexta-feira a última vaga para a fase de grupos da Libertadores de 2015. O time argentino goleou o Independiente del Valle por 4 a 0, em La Plata. Como no jogo de ida o placar tinha sido de 1 a 0 para os equatorianos, o placar agregado garantiu o Estudiantes no Grupo 7, com Atlético Nacional (Colômbia), Barcelona (Equador) e Libertad (Paraguai).

A vitória do Estudiantes foi obtida graças aos lances de bola parada. Os três primeiros gols dos argentinos saíram em levantamentos para dentro da área. O veterano zagueiro De Sábato, de 36 anos, aquele mesmo que fez insultos racistas a Grafite num jogo entre Quilmes e São Paulo na Libertadores-2005, foi o grande herói, fazendo dois gols. Carrilo fez o outro. Mina contra completou o placar.


O Estudiantes criou as melhores oportunidades no primeiro tempo, chutando bola na trave e chegando a dois gols na raça.  No primeiro, aos 13 minutos, De Sábato se jogou na bola aproveitando após um lateral levantado para dentro da área, uma cabeçada errada para trás de Mina e deu um toquinho que matou o goleiro. Pouco depois, aos 27, o atacante Carrilo, após um chuveirinho, saiu da marcação e cabeceou na entrada da pequena área para fazer 2 a 0.

O resultado do primeiro tempo classificava o Estudiantes, mas um único gol classificaria o Independiente del Valle, que adiantou a marcação mas levou um balde de água fria logo aos sete minutos quando Cerutti cobrou uma falta da esquerda e De Sábato cabeceou para fazer 3 a 0, para alegria de dois ídolos nas tribunas: ex-jogador Juan Verón, que hoje é o presidente do clube, e o técnico vice-campeão do mundo com a Argentina Alejandro Sabella, que comandou o time no título da Libertadores de 2009. Nos acréscimos, após ótima jogada do Estudiantes pela direita do ataque, Mina tentou cortar e marcou contra, fechando o placar.