icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/12/2013
09:00

Quando disputa a Libertadores da América como o campeão brasileiro do ano anterior, o Cruzeiro não passa da segunda fase do torneio. Porém, em 2014, sendo o dono do título brasileiro de 2013, o objetivo celeste é conseguir ir além das oitavas de final da competição e, quem sabe, ser tricampeão novamente.

Em 1967, quando era o campeão da Taça Brasil de 1966, o time celeste disputou sua primeira Libertadores. Com um timaço que venceu o Santos na final nacional, o time celeste comandado por Tostão e Dirceu Lopes foi bem na primeira fase, sendo o primeiro colocado do seu grupo. No entanto, na outra fase, com três grupos, o time celeste acabou se desclassificando.

Já em 2004, Alex e Cia. não conseguiram o mesmo sucesso do Brasileirão de 2003. Mesmo classificando em primeiro lugar novamente na fase de grupos (13 pontos e a terceira colocação geral). Mas, de uma forma até inesperada, rodou nas oitavas de final contra o Deportivo Cali, perdendo por 1 a 0 na Colômbia e vencendo por 2 a 1 no Mineirão, sendo eliminado na disputa dos pênaltis.

Bicampeão do torneio, o time celeste volta a disputar a Libertadores depois de duas edições fora. Em 2012, não se classificou pois brigou contra o rebaixamento no Brasileirão de 2011 (se salvou com a goleada de 6 a 1 contra o Galo na última rodada). Já em 2012, não teve sucesso na Copa do Brasil e ficou no meio da tabela do Brasileirão. Viu seu rival voltar ao torneio após 13 anos de ausência.