icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/11/2014
17:52

Apesar de ter um dos elencos mais fortes do país, nos últimos dois anos, o time do Atlético-MG ganhou destaque também pela entrega dos jogadores em campo. Com a vantagem de 2 a 0 no primeiro jogo contra o Cruzeiro, pela finalíssima da Copa do Brasil, o técnico Levir Culpi acresita que, mais uma vez, a parte técnica somente não será suficiente para alcançar o título. Os atleticanos terão que se desdobrarem em campo para fazer uma partida épica.

- Temos que fazer um jogo épico, que vai ficar marcado na história do clube e, por isso, vamos dar a vida neste jogo. Acho que ficaria bem um campeonato desta maneira, mas tudo é teoria neste momento - falou o treinador.

MAIS:
> Árbitro com histórico polêmico será auxiliar no clássico
> Após nova vistoria, PM define 1.854 ingressos para atleticanos

Campeão pelo rival Cruzeiro na temporada de 1996, Levir valoriza a campanha do Atlético-MG na atual edição como fortíssimo postulante ao título que pode ser inédito tanto para o clube quanto para o treinador à frente do alvinegro.

- O Galo ganha força através da atitude dentro de campo. Tivemos com adversários o Palmeiras, o Flamengo, o Corinthians e agora o Cruzeiro na decisão. O Cruzeiro teve ABC, Santa Rita e Santos. Então, pelo que nós passamos, é justo uma conquista, mas nós temos que buscar - frisou o treinador.