icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
02/11/2014
21:58

O Atlético-MG voltou a tropeçar como visitante no Campeonato Brasileiro. A derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, neste domingo, na Arena da Baixada, foi a sétima da equipe de Belo Horizonte no torneio. Após o revés por 1 a 0, com gol de Paulinho Dias, o técnico Levir Culpi destacou a marcação do time adversário e afirmou que um empate seria mais justo. O treinador alvinegro lamentou o erro defensivo que acarretou no tento do mandante e fez elogios aos comandados de Claudinei Oliveira.

– Não tem muito para falar. Acho que, apesar de termos jogado com muita pressão no segundo tempo, o gol inicial, logo no primeiro minuto, deu ao Atlético-PR a oportunidade de marcação. Eles fizeram isso com excelência. Pelo que houve no jogo, um 0 a 0 era o que merecíamos na partida. Mas não podemos tirar o mérito do time deles, que deu a vida no bloqueio – disse o comandante, que ainda analisou os números do Galo fora de seus domínios:

– Esse número está muito negativo, mas você vê as oportunidades. A bola entra e a gente não sabe como às vezes. Jogamos quatro, cinco partidas com um nível maior que o adversário e não marcamos. É uma coincidência que precisamos corrigir, porque precisamos de doze pontos para garantir o time na Libertadores.

Embora saia derrotado da Arena da Baixada, Levir Culpi assegura que os seus atletas não "aceitaram" o resultado e enaltece a vontade apresentada por eles no gramado.

– O time todo correu, todo mundo procurou fazer o melhor. Esses jogadores foram campeões da Libertadores. Não podem jogar hoje? É assim, perdeu um jogo, o técnico não sabe nada e ninguém mais presta. Eu mexi muito no time, três ou quatro jogadores nem vieram. Vamos com calma um pouquinho. Jogamos para não perder, merecíamos no mínimo um empate – concluiu.