icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
15/02/2015
11:39

O controle da posse de bola, especialmente no primeiro tempo, foi destacado pelo técnico Levir Culpi na vitória por 2 a 1 do Atlético-MG sobre o Democrata-GV, neste sábado, na Arena Independência, pelo Campeonato Mineiro. O treinador apontou esse quesito como fator positivo e também fez críticas, como nas finalizações.

– O jogo não foi o que eu esperava. O ponto mais critico foram as contusões e ai se justifica o elenco de 35 jogadores. Mas temos substitutos, temos que confiar neles e eles têm que se encaixar. A gente esperava bons e maus momentos neste começo de temporada. Passamos por três times bem organizados, com aquele desejo de fazer uma boa apresentação, aparecer, jogar bem, isso dificulta – analisou.

– Depois do 2 a 0, a gente não esperava. Estivemos perto de ampliar, fazer o terceiro gol, o que daria uma tranquilidade maior, mas o Democrata também criou chances. Tivemos uma posse de bola muito boa, principalmente no primeiro tempo, e não gostei muito das conclusões. Os cruzamentos foram bons, fizemos dois gols e poderíamos ter ampliado – comentou o treinador, que confirmou Jô diante do Colo-Colo, quarta-feira,  no Chile, na estreia da equipe na Libertadores.

– Estamos preparando o time para quarta, substituir os dois, faz parte do nosso trabalho. O Jô tem qualidade, experiência de Libertadores e vai ser muito útil. Posso adiantar que ele começará jogando na quarta – destacou.