icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2014
19:48

A judoca Mariana Barros, da categoria meio-médio (até 63kg), está fora do Mundial de judô de Chelyabinsk (RUS), no fim de agosto. A atleta sofreu uma lesão no ombro esquerdo durante um treinamento e vai precisar passar por uma cirurgia. O procedimento está marcado para o dia 8 de agosto. Para seu lugar, foi convocada Mariana Silva, segunda melhor brasileira no ranking mundial da categoria, atualmente na 21ª colocação.

– Não esperava de maneira nenhuma ser convocada porque ela está melhor do que eu no ranking. Infelizmente, a convocação veio dessa maneira. Agora, quero aproveitar essa oportunidade, dar o meu melhor e fazer a diferença no Mundial – afirmou Mariana Silva.

Este ano, a nova convocada conquistou a medalha de ouro no Aberto Pan-Americano de Buenos Aires (ARG), a prata no Aberto Europeu de Roma (ITA) e o bronze no Aberto Pan-Americano de Montevidéu (URU). O primeiro título de relevância veio em 2009, quando faturou o bronze no Mundial Júnior de Paris (FRA).

- É sempre um momento difícil fazer um corte às vésperas do embarque para uma competição muito importante, mas faz parte da vida de um atleta de alto nível lidar com este tipo de situação. O nível técnico das atletas é muito semelhante e, por isso, a comissão acredita que a Seleção continua forte, especialmente para a disputa do Mundial por equipes - analisou o gestor técnico de alto rendimento, Ney Wilson.

Mariana Silva embarca para Paris (FRA) junto com o restante da delegação brasileira para a aclimatação para o Mundial no dia 13 de agosto. No dia 21, os atletas e a comissão técnica seguem para Chelyabinsk.