icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/07/2013
20:05

O dia do Paris Saint-Germain não foi marcado apenas pela chegada do atacante Cavani. Nesta terça-feira, o presidente do clube, Nasser Al-Khelaïfi, anunciou a saída de Leonardo, antigo diretor de esportes do clube.

Como o brasileiro não se pronunciou, o xeque, proprietário do PSG, veio aos microfones falar sobre o assunto.

- Foi o último dia dele no Paris Saint-Germain. Agradeço ao Leo pelo trabalho feito no clube. Ganhei um amigo nestes dois anos. Sei que ele atravessa um período difícil na vida privada.

E MAIS

Empolgado, Cavani projeta dupla com Ibrahimovic
Argentino do Racing afirma que vai ser contratado pelo Benfica

Antes de pedir demissão, Leonardo teve a suspensão ampliada para 13 meses por conta de um empurrão no árbitro Alexandre Castro, em partida contra o Valenciennes, pelo último Campeonato Francês. Inicialmente, ele havia pego nove meses de pena.

- A suspensão foi muito dura. Mas ele tomou uma decisão. Tenho de respeitá-la - completou Al-Khelaïfi.

Leonardo desembarcou no PSG em julho de 2011, juntamente com o fundo de investimentos Qatar Sports Investment. O brasileiro foi o responsável pelo sucesso nas contratações de astros como Ibrahimovic e Thiago Silva. Além disso, conseguiu atrair o treinador Carlo Ancelotti para o projeto parisiense.

O dia do Paris Saint-Germain não foi marcado apenas pela chegada do atacante Cavani. Nesta terça-feira, o presidente do clube, Nasser Al-Khelaïfi, anunciou a saída de Leonardo, antigo diretor de esportes do clube.

Como o brasileiro não se pronunciou, o xeque, proprietário do PSG, veio aos microfones falar sobre o assunto.

- Foi o último dia dele no Paris Saint-Germain. Agradeço ao Leo pelo trabalho feito no clube. Ganhei um amigo nestes dois anos. Sei que ele atravessa um período difícil na vida privada.

E MAIS

Empolgado, Cavani projeta dupla com Ibrahimovic
Argentino do Racing afirma que vai ser contratado pelo Benfica

Antes de pedir demissão, Leonardo teve a suspensão ampliada para 13 meses por conta de um empurrão no árbitro Alexandre Castro, em partida contra o Valenciennes, pelo último Campeonato Francês. Inicialmente, ele havia pego nove meses de pena.

- A suspensão foi muito dura. Mas ele tomou uma decisão. Tenho de respeitá-la - completou Al-Khelaïfi.

Leonardo desembarcou no PSG em julho de 2011, juntamente com o fundo de investimentos Qatar Sports Investment. O brasileiro foi o responsável pelo sucesso nas contratações de astros como Ibrahimovic e Thiago Silva. Além disso, conseguiu atrair o treinador Carlo Ancelotti para o projeto parisiense.