icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira, Eduardo Mendes, Igor Siqueira e Michel Castellar
18/07/2014
07:38

Convidado inicialmente para ser o coordenador da Seleção Brasileira, Leonardo ainda não é um nome totalmente descartado pela CBF. Desta vez, porém, o ex-jogador poderia assumir a função de técnico.

No primeiro contato feito por José Maria Marin, o presidente da CBF, mesmo chamando o ex-lateral para ser dirigente, tinha uma certa dúvida sobre qual função Leonardo poderia exercer dentro do processo de reformulação proposto pela entidade.

O ex-jogador, apesar de ter escutado a proposta para ser coordenador, tem vontade de voltar ser técnico. Em entrevista recente à agência AFP, Leonardo disse que gostaria de “voltar ao banco”, descartando assumir outro cargo de dirigente, como desempenhou no Paris Saint-Germain até o meio do ano passado.


José Maria Marin e Gilmar Rinaldi se esquivaram de falar sobre possíveis nomes para assumir a Seleção Brasileira. Ao ser questionado sobre Tite, o novo coordenador de Seleções, despistou:

– Agora temos de pensar. Não vamos falar de um técnico ou de outro. Temos muitos técnicos capacitados. Estamos nos organizando em linha direta para definir o que queremos. Estamos preocupados. Temos conversado muito para buscar o melhor equilíbrio. Isso passa por dentro da filosofia do time que queremos ter, priorizando o coletivo.

Tite está no mercado desde o início deste ano e está aberto a receber convites para retomar as atividades no segundo semestre. Neste período em que ficou fora de campo, o treinador fez um intercâmbio em clubes da Europa.