icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
25/07/2014
15:05


Com mais uma oportunidade de se apresentar diante do público brasileiro, Léo Santos já está de olho em seu adversário do UFC de Brasília, que acontece dia 13 de setembro. Em conversa com o LANCE!Net, o lutador falou sobre seu próximo desafio e analisou o impacto que a perda de cinturão de Renan Barão teve dentro da Nova União. 

Segundo Léo, a derrota do companheiro de treinos trouxe aprendizado para a equipe, mas tem feito com que o o peso-galo se esforce ainda mais nos treinamentos, algo que na opinião do amigo não existiu antes do primeiro duelo.

- A gente ficou triste pelo Barão, deu aquele impacto dele perder o cinturão, mas temos noção do que é lutar no UFC e ter esses cinturões. Vamos apoiar sempre. Nas derrotas a gente abre o olho para os nossos erros, nas vitórias a gente nem presta muita atenção. Agora é correr atrás. Estou sentindo ele com bastante vontade nos treinos. Foi algo que não senti na luta dele com o TJ, achei ele meio apático, até nos treinamentos. Acho que dessa vez ele vem com mais vontade. A luta a gente decide lá dentro, não dá pra dizer o que vai acontecer, mas estou acreditando bem nessa vitória dele. Se o TJ estiver bem preparado como na última luta, vai ser uma batalha boa de se ver - avaliou o lutador.

Sobre o adversário polonês Lukasz Sajewski, o peso-leve disse já estar estudando o jogo dele e que o confronto promete ser movimentado. A ideia é finalizar o combate e não deixar o resultado ir para a decisão dos juízes. 

Léo Santos volta ao UFC no dia 13 de setembro (FOTO: UFC)

- Vi algumas lutas dele, é um cara bem duro, aguerrido, vem para a trocação, derruba também as vezes e é bem completo. Vai ser uma luta muito boa. Espero que essa luta acabe antes dos três rounds e vou trabalhar bastante para trazer a vitória - concluiu.