icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/07/2013
17:01

Em 2011, logo após o Santos conquistar a Libertadores da América, o lateral-esquerdo Léo, em tom provocativo, disse que no Mundial daquele ano "gostaria de ver se o Barcelona é tudo isso". Meses mais tarde, na disputa com os catalães, pela final da competição, o Peixe levou um baile e foi derrotado por 4 a 0. Agora, às vésperas do reencontro, porém em partida amistosa, o jogador preferiu não entrar em nova polêmica com os rivais.

Questionado pela reportagem do LANCENET! se o amistoso dessa sexta-feira, no Camp Nou, pelo Troféu Joan Gamper, seria o momento ideal para o Santos mostrar que aquela sua frase era verdadeira, o lateral optou por não se pronunciar a respeito e fez questão de elogiar o rival.

- Não quero falar sobre isso (frase em 2011). O que sabemos é que o Santos irá enfrentar uma equipe bem mais postada do que aquela (de 2011), com Messi e Neymar, que dispensam comentários. Temos de procurar nos posicionar bem e atacar bem mais do que daquela vez - afirmou o lateral no embarque da delegação rumo à Espanha.

Nem mesmo o fato de a equipe catalã estar ainda no início de temporada e longe do ritmo ideal parecem empolgar o veterano jogador. Léo acredita que, mesmo sob essas circunstâncias, o Peixe terá de suar - e muito - para conquistar uma vitória fora de casa. Ele, no entanto, bota fé no elenco alvinegro e espera uma equipe ofensiva.

- É uma chance, mas sabemos que é uma equipe muito díficil de se vencer. Eles não precisam treinar muito. Pelo conjunto, se conhecem por pensamento. Vamos nos posicionar bem e procurar agredir. Não podemos apenas nos defender - completou.

Em 2011, logo após o Santos conquistar a Libertadores da América, o lateral-esquerdo Léo, em tom provocativo, disse que no Mundial daquele ano "gostaria de ver se o Barcelona é tudo isso". Meses mais tarde, na disputa com os catalães, pela final da competição, o Peixe levou um baile e foi derrotado por 4 a 0. Agora, às vésperas do reencontro, porém em partida amistosa, o jogador preferiu não entrar em nova polêmica com os rivais.

Questionado pela reportagem do LANCENET! se o amistoso dessa sexta-feira, no Camp Nou, pelo Troféu Joan Gamper, seria o momento ideal para o Santos mostrar que aquela sua frase era verdadeira, o lateral optou por não se pronunciar a respeito e fez questão de elogiar o rival.

- Não quero falar sobre isso (frase em 2011). O que sabemos é que o Santos irá enfrentar uma equipe bem mais postada do que aquela (de 2011), com Messi e Neymar, que dispensam comentários. Temos de procurar nos posicionar bem e atacar bem mais do que daquela vez - afirmou o lateral no embarque da delegação rumo à Espanha.

Nem mesmo o fato de a equipe catalã estar ainda no início de temporada e longe do ritmo ideal parecem empolgar o veterano jogador. Léo acredita que, mesmo sob essas circunstâncias, o Peixe terá de suar - e muito - para conquistar uma vitória fora de casa. Ele, no entanto, bota fé no elenco alvinegro e espera uma equipe ofensiva.

- É uma chance, mas sabemos que é uma equipe muito díficil de se vencer. Eles não precisam treinar muito. Pelo conjunto, se conhecem por pensamento. Vamos nos posicionar bem e procurar agredir. Não podemos apenas nos defender - completou.