icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/04/2014
16:03

A noite de quarta-feira tinha tudo para ser emocionante para muitos. Para os garotos, que ganharam uma chance de começar uma partida como titular, e para o torcedor que estava presente na inauguração da Arena Pantanal, estádio que vai sediar a Copa do Mundo. Mas para Léo, aos 38 de idade, foi mais que isso. Após de quase seis meses fora, ele voltou a entrar em campo com a camisa do Santos.

- É uma alegria que só eu sei. Meus companheiros e o Oswaldo sabem o quanto eu sofri, o quanto eu treinei para chegar aqui e poder entrar em campo com 15 minutos ainda. Só em você não sentir dor, só em você ver que o seu joelho aguenta, que você com um pouco mais de ritmo pode ajudar... Eu não tenho palavras para descrever a minha felicidade - disse o ex-camisa 3, que passou por uma artroscopia no joelho direito.

A última vez que o meia atuou pelo Peixe foi no dia 5 de outubro de 2013, em que a Portuguesa venceu o Santos por 3 a 0. Depois disso, foram lesões e um longo período de recuperação. Mas para ele, o empate por 0 a 0 contra o Mixto-MT, pela Copa do Brasil, valeu muito.

- A direção confiou em mim para disputar o Campeonato Paulista. Só que eu tive um problema muito sério. Depois que operei o joelho, tive uma atrofia muito forte na coxa. Tive que recuperar essa massa muscular para poder estar aqui e desempenhar. Para mim, foi uma vitória pessoal de poder estar voltando - afirmou.

 Pelo Alvinegro, Léo é bi-campeão brasileiro, tem uma Libertadores, e três Campeonatos Paulistas.

Com seu contrato acabando no próximo dia 30, esta partida pode ter sido a última da sua passagem pelo Peixe. Porém ele afirma que ainda haverá uma última conversa com a diretoria.

- Independente de qualquer coisa, estou muito feliz. A gente vai conversar.

Caso seu vínculo não seja renovado, a diretoria e o Departamento de Marketing planejam um jogo de despedida para o ídolo do clube.