icons.title signature.placeholder Russel Dias
31/07/2014
08:02

Zagueiro revelado na base do Santos e que terá a primeira oportunidade com Oswaldo de Oliveira. Essas características poderiam ser do jovem Paulo Ricardo, de 20 anos, mas também servem para descrever Vinicius Simon, de 27, e que será titular na partida desta quinta-feira contra o Londrina, às 21h, no Estádio do Café, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Revelado em 2007 pelo Peixe, Vinicius foi emprestado para quatro clubes diferentes nos últimos sete anos, e suas oportunidades vieram intercaladas, com diferentes treinadores. A última delas veio em maio de 2012, na primeira rodada do Brasileirão daquele ano, quando também era reserva e entrou no segundo tempo do jogo contra o Bahia, que terminou sem gols, fora de casa.

No entanto, Simon pode até ser um desconhecido para alguns torcedores, mas não para o técnico Oswaldo de Oliveira. No ano passado, quando o treinador estava no Botafogo, o zagueiro foi pedido no clube carioca, mas a negociação não teve sucesso. Neste ano, o defensor tinha tudo certo para sair. Até que...

– O Goiás me mandou as passagens, estava tudo certo, e ele (Oswaldo) falou para eu ficar aqui. Foi um voto de confiança muito grande que ele me deu. Agora tenho que retribuir dentro de campo - disse Vinicius Simon, em entrevista ao LANCE!Net.

Mesmo com os votos de confiança garantidos pela primeira vez desde que foi revelado no Santos, Vinicius não conseguiu ter a chance que queria por causa de uma séria lesão no músculo da coxa esquerda.

Agora recuperado e com a experiência adquirida em Santo André, Criciúma, América-MG e Sport, o zagueiro tem certeza que vai jogar pelo Peixe, mas não esconde que mesmo assim sentirá um frio na barriga.

– É uma grande chance que eu testou tendo depois de sete meses parado por causa de uma lesão, vai ser meu primeiro jogo esse ano para eu mostrar meu trabalho. O Oswaldo confia em mim e quero mostrar que tenho capacidade – afirmou.

Com a confiança do técnico conquistada, a missão de Vinicius Simon é permanecer no clube, e conquistar a a diretoria. Com seu contrato vencendo em dezembro, este pode ser seu último ano no CT Rei Pelé. Vontade para ficar não falta e a prova disso virá hoje a noite.

– Vai depender do Santos, porque a minha vontade é de ficar!

Vinicius ao lado dos companheiros de zaga David Braz e Bruno Uvini, os titulares (Foto: Ivan Storti)

BATE-BOLA com Vinicius Simon
Zagueiro do Santos, ao LANCE!Net.

Esperava já jogar pelo Santos neste ano em que retornou?
Não. Até falei para o meu empresário que a ideia era esperar uma proposta quando eu cheguei aqui. Ia me apresentar só. Mas fui espontâneo nos treinos e o Oswaldo gostou de mim.

Mesmo tendo 27 anos, se considera um Menino da Vila?
(Risos) Já passou um pouco dessa fase, mas fui criado aqui, estou desde os 14 anos aqui. Tenho uma história legal.

O que diria para o torcedor que não lembra de você?
O recado é que ele pode ficar tranquilo porque estamos bem treinados e o time é forte. Com certeza nós vamos entrar para ganhar nesse jogo.