icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
11:58

Quando o Palmeiras fechou a troca do atacante Barcos por quatro jogadores do Grêmio, muitos torcedores se revoltaram. Porém, exatos cinco meses depois, os alviverdes têm muito o que comemorar com a negociação, graças a um atleta: Leandro.

Trazido como o principal nome da troca, o camisa 38 não decepcionou. Pelo contrário. Ele tem números muito melhores do que o Pirata em 2013. Desde que chegou ao Verdão, o atacante disputou 17 jogos e marcou nove gols, além de ter se tornado muito querido pela torcida. Enquanto isso, o gremista atuou em 21 partidas e balançou as redes apenas seis vezes.

Outro ponto que faz o alviverde festejar a troca é o motivo pelo qual Barcos decidiu deixar o Palmeiras. Segundo ele, disputar a Série B tiraria a visibilidade para ir à seleção argentina. Mas foi justamente Leandro que provou o contrário, já que foi chamado duas vezes para a Seleção Brasileira neste ano, enquanto o gremista nunca mais foi convocado depois que mudou de clube.

E se o Pirata virou ídolo dos palmeirenses no ano passado pelo que fez em campo, o camisa 38 não fica atrás e tem números muito parecidos com os do argentino no Palmeiras. Quando completou 17 jogos pelo Alviverde, ele tinha dez gols. Hoje, com essas mesmas partidas, Leandro já marcou nove.

Cinco meses se passaram daquele triste 8 de fevreiro para os palmeirenses. Hoje, ninguém pode reclamar e dizer que a troca foi ruim para o Alviverde.

Quando o Palmeiras fechou a troca do atacante Barcos por quatro jogadores do Grêmio, muitos torcedores se revoltaram. Porém, exatos cinco meses depois, os alviverdes têm muito o que comemorar com a negociação, graças a um atleta: Leandro.

Trazido como o principal nome da troca, o camisa 38 não decepcionou. Pelo contrário. Ele tem números muito melhores do que o Pirata em 2013. Desde que chegou ao Verdão, o atacante disputou 17 jogos e marcou nove gols, além de ter se tornado muito querido pela torcida. Enquanto isso, o gremista atuou em 21 partidas e balançou as redes apenas seis vezes.

Outro ponto que faz o alviverde festejar a troca é o motivo pelo qual Barcos decidiu deixar o Palmeiras. Segundo ele, disputar a Série B tiraria a visibilidade para ir à seleção argentina. Mas foi justamente Leandro que provou o contrário, já que foi chamado duas vezes para a Seleção Brasileira neste ano, enquanto o gremista nunca mais foi convocado depois que mudou de clube.

E se o Pirata virou ídolo dos palmeirenses no ano passado pelo que fez em campo, o camisa 38 não fica atrás e tem números muito parecidos com os do argentino no Palmeiras. Quando completou 17 jogos pelo Alviverde, ele tinha dez gols. Hoje, com essas mesmas partidas, Leandro já marcou nove.

Cinco meses se passaram daquele triste 8 de fevreiro para os palmeirenses. Hoje, ninguém pode reclamar e dizer que a troca foi ruim para o Alviverde.