icons.title signature.placeholder Fabricio Crepaldi
23/11/2013
10:47

Conquistar a torcida, o acesso para a Série A e o título da Série B, além de ter sido convocado pela Seleção Brasileira... Assim foi o ano de Leandro no Palmeiras. Mas, a dois jogos das férias, ele ainda tem um objetivo pessoal a atingir: a artilharia do time no torneio.

Para isso, terá de superar o seu parceiro de ataque, Alan Kardec, que hoje está com um gol de vantagem: 13 a 12. E o camisa 37 leva a sério a disputa. Na visão dele, conseguir isso será algo marcante.

– Isso não era algo que me importava quando cheguei ao Palmeiras. Mas agora, com a possibilidade, claro que também passa a ser importante. Você fica marcado na história e espero conseguir – disse.

Considerando a média de gols na competição, Leandro também está em desvantagem. A dele é de 0,41 por partida, enquanto a do parceiro é de 0,52. Por outro lado, o ex-gremista vive melhor fase e, inclusive, luta para conseguir algo inédito nesta temporada: marcar em quatro partidas consecutivas em que esteve em campo. Ele balançou as redes contra Paraná, Joinville e Boa Esporte – suspenso, não atuou no jogo ante o Paysandu. Já Kardec vive jejum de mais de um mês e não faz gol desde 19 de outubro, na vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino.

Se os dois estão nessa disputa, significa que a dupla deu certo. E para ela continuar no no que vem, Leandro precisa renovar o contrato.

Até agora não houve nenhuma proposta do clube, que tem a prioridade para segurá-lo e pretende fazer isso. Mas ainda faltará um acerto salarial com o atacante, que pedirá uma valorização por conta do bom desempenho no ano – é o artilheiro do time, com 18 gols. Ele tem recebido sondagens de clubes de fora, mas quer permanecer para seguir com a dupla no ano do centenário.

– Deu muito certo a dupla. Entrosamos rapidamente e quem ganhou foi todo o time. Com certeza pode dar certo no ano do centenário, mas aí depende do Palmeiras. Minha intenção é ficar, mas todos sabem que não depende só de mim – completou ele.


Confira uma entrevista exclusiva com Leandro:

LANCE!Net: Quem vai ser o artilheiro do time na Série B? Você ou o Kardec?

LEANDRO: Boa pergunta (risos). A disputa está boa. Quem sabe não termina empatado e fica bom para os dois (risos). Se ele levar a artilharia da Série B e eu a do ano, fica bom para os dois também (risos).

L!Net: Acha que conseguiu fazer o torcedor esquecer o Barcos de vez?

L: Não fico pensando muito nisso. Acho que consegui fazer a torcida do Palmeiras gostar de mim, assim como tenho um enorme carinho por eles. O bom desempenho me deixa satisfeito e fico feliz em poder retribuir em campo o carinho da torcida.

L!Net: Se considera mais efetivo jogando fora da área ou mais enfiado?

L: Gosto de ter liberdade, para poder cair pelos lados e também mais enfiado. Comecei como meia, então tenho características de voltar um pouco e isso é algo que ajuda. Ter liberdade para movimentação, ajudando também na marcação, é algo que eu gosto de fazer. Apesar de ter de ajudar a marcar, tenho liberdade e isso me ajuda também.