icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2013
16:39

O atacante Leandro escapou de receber pena do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por sua expulsão contra o Oeste, dia 1º de outubro. Nessa segunda, o jogador foi julgado pela entidade, por conta do artigo 250 (ato hostil) do Código de Justiça Desportiva Brasileira e poderia pegar até três jogos de gancho. Ele foi absolvido, mas será mais uma vez réu, agora por conta do vermelho recebido contra o Bragantino.

Diante do Rubrão, o ex-gremista chutou a bola a gol com o jogo já paralisado - por conta da posição de impedimento do jogador. Ele e o goleiro rival, Fernando Leal, se encontraram e após a confusão o árbitro deu o segundo amarelo ao palmeirense, e o vermelho ao goleiro, que chamou Leandro de babaca na saída do campo.

- Agradeço ao empenho da diretoria e do departamento jurídico do clube, pois desta maneira eu posso voltar a jogar no Pacaembu, diante de nossa torcida - afirmou o atacante, que não enfrentou o São Caetano, no jogo do acesso, por estar suspenso.

Ele, porém, ainda corre riscos de não atuar sábado contra o Joinville, naquele que seria seu reencontro com o Pacaembu. Agora reincidente, Leandro será mais uma vez julgado pelo STJD, pelo artigo 254-A (agressão), que pode render pena entre quatro a 12 jogos. O camisa 38 foi enquadrado neste quesito, pois contra o Bragantino revidou após levar uma falta.

No clube, há a preocupação com a irritação de Leandro nos jogos. O técnico Gilson Kleina até conversou com o atacante e avisou que não é útil esta impaciência nos confrontos da Série B. No torneio, ele é quem mais recebeu advertências no Verdão: são oito cartões amarelos, além das duas expulsões.