icons.title signature.placeholder Daniela Caravaggi e Lucas Pastore
21/11/2013
20:34

Nesta quinta-feira, Leandrinho foi apresentado como reforço do Pinheiros para a disputa do NBB 6 e da Liga das Américas. De casa nova, o jogador disse que recebeu outras quatro propostas, mas escolheu o clube paulista após fazer a recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo na sede, em São Paulo. Ele teceu elogios à estrutura que encontrou, mas não fechou as portas para um possível retorno para a NBA.

- Fiquei encantado a partir do momento que me deram essa oportunidade de estar com o time, que tem a estrutura de um clube olímpico. Não tenho nem palavras para poder agradecer. Para mim, passa a existir um novo ânimo vendo todos treinando, é praticamente uma família. Hoje, graças a Deus, estou fazendo parte da família e espero que tudo possa dar certo - disse Leandrinho.

- Acho que desde o momento que comecei a vir aqui e treinar, eu comecei a assistir a uns jogos de basquete e, para mim, por estar sete, oito meses longe, assistindo, é muito difícil. Eu quero jogar cara, independentemente de onde for. Lógico que NBA é NBA, passei lá por 11 anos, deixei meu legado lá, o que me deixa muito feliz. Se pintar oportunidade, legal, mas estou aqui muito feliz pela chance que estão me dando. Quero jogar. Não aguento mais ficar sentadinho jogando - completou.

De acordo com João Fernando Rossi, diretor de esportes olímpicos do Pinheiros, o contrato de Leandrinho com o clube tem um cláusula que permite que o jogador saia se receber uma proposta da liga profissional americana.

- A nossa negociação com o Leandrinho já existe há bastante tempo e a gente chegou a um denominador importante, fechamos por uma temporada com cláusula aberta total para que ele possa sair para qualquer time da NBA. Só por registro, como clube olímpico, nós estaremos sempre à disposição dos atletas brasileiros para ajudar na recuperação deles, e não deixa de ser assim com o Leandrinho - afirmou.