icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
22:57

Sexta-feira à noite, momento em que muitas pessoas se preparam para balada ou o famoso "happy hour". E o torcedor do Palmeiras, que sentiu saudade do time jogar na capital, foi à festa organizada pelo Alviverde no "salão" Pacaembu. Em bela exibição, o Verdão goleou o ABC-RN por 4 a 1, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, enfileirando assim o terceiro triunfo seguido e encostando na líder Chapecoense. E tudo isso na presença do maior público do time nesta edição da competição.

O confronto foi marcado por golaços. Wesley, Luis Felipe e Serginho "debutaram" as redes adversárias. Vinícius, de pênalti, completou. Gilcimar descontou. Com a vitória, o Palmeiras ultrapassa o Joinville e chega à vice-liderança, com 18 pontos, um a menos do que a Chapeocoense. Neste sábado, encontro entre o time de Chapecó e o de Joinville. Já o ABC amarga a lanterna da competição, com dois pontos conquistados em oito jogos.

Palmeiras vence o ABC-RN no Pacaembu, Wesley marcou o primeiro gol do Verdão(Foto: Ari Ferreira/ LANCE!Press)

LAR, DOCE LAR!

O Palmeiras deixou de ser "à caipira" e voltou às suas raízes. Punido com quatro jogos por conta de incidentes ainda no Campeonato Brasileiro de 2012, o Verdão teve de jogar longe da capital os primeiros confrontos na Série B. A torcida teve de ir para Itu (três vez) e Presidente Prudente para incentivar o time. Mas, nesta sexta-feira, a saudade pôde ser findada. E os torcedores prepararam o palco da festa. Pelo horário, praticamente um "happy hour" ou uma balada.

Como personagem dessa festa, Gilson Kleina tinha algo a celebrar: chegou aos 50 jogos no comando do Palmeiras. Escalado da mesma forma com a qual goleou o Oeste, na última rodada, os torcedores gritaram, um a um, os nomes dos jogadores - como é costume -, mas o de Valdivia com um tom maior.

Mas, o ABC, lanterna até então do torneio, quis complicar. Mais recuado, com duas linhas de quatro bem sólidas e com dois homens abertos, roubava a bola e saía em velocidade. A tática deu certo e o time potiguar teve duas boas chances para marcar, mas parou na falta de pontaria dos seus atacantes. Com qualidade técnica abaixo do adversário, o time do Nordeste do país, errou bastante no meio-campo, dando contra-ataques de graça.

E, a partir dessa bobeada, o Verdão pôde dar alegria à torcida que compareceu em bom número. Valdivia recuperou a bola no meio-campo e armou o contra-ataque, que terminou no gol de Wesley. O primeiro do volante com a camisa palmeirense. Na comemoração, recado ao seu filho, recém-nascido. E o lateral-direito Luis Felipe foi no mesmo ritmo da batida de marcador. Após receber de Wesley, cruzou (ou chutou?!) pela direita e acabou marcando um belo gol, em chute forte. De novo, na noite, o "debutante" das redes fez o gol.

Limitado, o ABC passou a tentar descontrolar emocionalmente os jogadores do Verdão. Valdivia, que é conhecido por ter um gênio mais explosivo, foi o alvo. Puxões, empurrões e chegadas mais fortes. Discussões e bate-bocas, mas segue o jogo... Henrique, mais atabalhoado no jogo, fez falta desnecessária no meio-campo, levou amarelo, e está suspenso para o próximo jogo.

AMPLIA E GOLEIA!

Na etapa final, o técnico Waldermar Lemos fez duas alterações para tirar o time do buraco. Abriu espaços e colocou o time mais à frente. O ímpeto ofensivo do time potiguar esbarrou em sua qualidade técnica. Criou oportunidades, mas não as soube aproveitar. Prass, bem colocado, tirou o perigo. Do outro lado, o Verdão cadenciou o jogo e apostou nos contra-ataques para chegar à frente.

Em uma saída rápida, o volante Charles apareceu à frente, tentou driblar o goleiro Lopes e caiu. O árbitro paranaense marcou pênalti na jogada. A torcida pediu o chileno Valdivia na marca da cal. E tinha mais gente no Pacaembu para ver um bom desempenho do Mago. O técnico Jorge Sampaoli, da seleção do Chile, foi ver o jogador de perto, já de olho em uma convocação. Mas Vinícius foi para batida e, no melhor estilo bola de um lado, goleiro do outro, mandou no canto direito do camisa 1 do ABC e foi comemorar.

Com três gols de vantagem, a torcida, bastante extasiada, cantou e vibrou, como diz em um trecho do hino. Contudo, Gilson Kleina pode ter tido um problema. Com dores na coxa direita, Leandro deixou o gramado. Visivelmente, nada grave. Problema grande, por conta da importância do jogador ao time. Grande também foi o placar. Em invertida de Vinícius, ele encontrou Serginho, substituto de Leandro durante o jogo, que dominou e, com um toque, mandou por cima de Lopes. Golaço do jogador.

Mendieta ainda teve oportunidade para jogar. No final, com Gilcimar, ainda diminui, mas o Verdão deu mais um passo rumo à elite do futebol brasileiro.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, dia 20, sábado da semana que vem, o Palmeiras encara o Figueirense, às 16h20, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Já o ABC recebe o Joinville, no Frasqueirão, no mesmo dia, mas às 21h.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 1 ABC-RN

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data-Horário: 12/07/2013, às 21h
Árbitro: Antonio Denival de Morais (PR)
Assistentes: Marcos Rogério da Silva (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)

Cartões amarelos: Henrique (PAL); Bileu, Flávio Boaventura, Lopes (ABC)
Cartões vermelhos: nenhum

Renda/púclico: R$ 716.470/22.488 pagantes

GOLS: 19'/1ºT, Wesley (1-0), 23'/1ºT, Luis Felipe (2-0); Vinicius 17'/2ºT (3-0); Serginho, 30'/2ºT (4-0); Gilcimar, 47'/2ºT (4-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Luis Felipe, André Luiz, Henrique, Juninho; Márcio Araújo, Charles (Mendieta - 26'/2ºT), Wesley, Valdivia (Caio - 34'/2ºT); Vinícius e Leandro (Serginho - 19'/2ºT). Técnico: Gilson Kleina.

ABC-RN: Lopes, Renato, Flávio Boaventura, Lino e Guto; Bileu, Edson, Rodrigo Santos (Thiaguinho - intervalo) e Tony (Gilcimar - intervalo); Erick Flores e Pingo.

Sexta-feira à noite, momento em que muitas pessoas se preparam para balada ou o famoso "happy hour". E o torcedor do Palmeiras, que sentiu saudade do time jogar na capital, foi à festa organizada pelo Alviverde no "salão" Pacaembu. Em bela exibição, o Verdão goleou o ABC-RN por 4 a 1, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, enfileirando assim o terceiro triunfo seguido e encostando na líder Chapecoense. E tudo isso na presença do maior público do time nesta edição da competição.

O confronto foi marcado por golaços. Wesley, Luis Felipe e Serginho "debutaram" as redes adversárias. Vinícius, de pênalti, completou. Gilcimar descontou. Com a vitória, o Palmeiras ultrapassa o Joinville e chega à vice-liderança, com 18 pontos, um a menos do que a Chapeocoense. Neste sábado, encontro entre o time de Chapecó e o de Joinville. Já o ABC amarga a lanterna da competição, com dois pontos conquistados em oito jogos.

Palmeiras vence o ABC-RN no Pacaembu, Wesley marcou o primeiro gol do Verdão(Foto: Ari Ferreira/ LANCE!Press)

LAR, DOCE LAR!

O Palmeiras deixou de ser "à caipira" e voltou às suas raízes. Punido com quatro jogos por conta de incidentes ainda no Campeonato Brasileiro de 2012, o Verdão teve de jogar longe da capital os primeiros confrontos na Série B. A torcida teve de ir para Itu (três vez) e Presidente Prudente para incentivar o time. Mas, nesta sexta-feira, a saudade pôde ser findada. E os torcedores prepararam o palco da festa. Pelo horário, praticamente um "happy hour" ou uma balada.

Como personagem dessa festa, Gilson Kleina tinha algo a celebrar: chegou aos 50 jogos no comando do Palmeiras. Escalado da mesma forma com a qual goleou o Oeste, na última rodada, os torcedores gritaram, um a um, os nomes dos jogadores - como é costume -, mas o de Valdivia com um tom maior.

Mas, o ABC, lanterna até então do torneio, quis complicar. Mais recuado, com duas linhas de quatro bem sólidas e com dois homens abertos, roubava a bola e saía em velocidade. A tática deu certo e o time potiguar teve duas boas chances para marcar, mas parou na falta de pontaria dos seus atacantes. Com qualidade técnica abaixo do adversário, o time do Nordeste do país, errou bastante no meio-campo, dando contra-ataques de graça.

E, a partir dessa bobeada, o Verdão pôde dar alegria à torcida que compareceu em bom número. Valdivia recuperou a bola no meio-campo e armou o contra-ataque, que terminou no gol de Wesley. O primeiro do volante com a camisa palmeirense. Na comemoração, recado ao seu filho, recém-nascido. E o lateral-direito Luis Felipe foi no mesmo ritmo da batida de marcador. Após receber de Wesley, cruzou (ou chutou?!) pela direita e acabou marcando um belo gol, em chute forte. De novo, na noite, o "debutante" das redes fez o gol.

Limitado, o ABC passou a tentar descontrolar emocionalmente os jogadores do Verdão. Valdivia, que é conhecido por ter um gênio mais explosivo, foi o alvo. Puxões, empurrões e chegadas mais fortes. Discussões e bate-bocas, mas segue o jogo... Henrique, mais atabalhoado no jogo, fez falta desnecessária no meio-campo, levou amarelo, e está suspenso para o próximo jogo.

AMPLIA E GOLEIA!

Na etapa final, o técnico Waldermar Lemos fez duas alterações para tirar o time do buraco. Abriu espaços e colocou o time mais à frente. O ímpeto ofensivo do time potiguar esbarrou em sua qualidade técnica. Criou oportunidades, mas não as soube aproveitar. Prass, bem colocado, tirou o perigo. Do outro lado, o Verdão cadenciou o jogo e apostou nos contra-ataques para chegar à frente.

Em uma saída rápida, o volante Charles apareceu à frente, tentou driblar o goleiro Lopes e caiu. O árbitro paranaense marcou pênalti na jogada. A torcida pediu o chileno Valdivia na marca da cal. E tinha mais gente no Pacaembu para ver um bom desempenho do Mago. O técnico Jorge Sampaoli, da seleção do Chile, foi ver o jogador de perto, já de olho em uma convocação. Mas Vinícius foi para batida e, no melhor estilo bola de um lado, goleiro do outro, mandou no canto direito do camisa 1 do ABC e foi comemorar.

Com três gols de vantagem, a torcida, bastante extasiada, cantou e vibrou, como diz em um trecho do hino. Contudo, Gilson Kleina pode ter tido um problema. Com dores na coxa direita, Leandro deixou o gramado. Visivelmente, nada grave. Problema grande, por conta da importância do jogador ao time. Grande também foi o placar. Em invertida de Vinícius, ele encontrou Serginho, substituto de Leandro durante o jogo, que dominou e, com um toque, mandou por cima de Lopes. Golaço do jogador.

Mendieta ainda teve oportunidade para jogar. No final, com Gilcimar, ainda diminui, mas o Verdão deu mais um passo rumo à elite do futebol brasileiro.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, dia 20, sábado da semana que vem, o Palmeiras encara o Figueirense, às 16h20, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Já o ABC recebe o Joinville, no Frasqueirão, no mesmo dia, mas às 21h.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 1 ABC-RN

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data-Horário: 12/07/2013, às 21h
Árbitro: Antonio Denival de Morais (PR)
Assistentes: Marcos Rogério da Silva (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)

Cartões amarelos: Henrique (PAL); Bileu, Flávio Boaventura, Lopes (ABC)
Cartões vermelhos: nenhum

Renda/púclico: R$ 716.470/22.488 pagantes

GOLS: 19'/1ºT, Wesley (1-0), 23'/1ºT, Luis Felipe (2-0); Vinicius 17'/2ºT (3-0); Serginho, 30'/2ºT (4-0); Gilcimar, 47'/2ºT (4-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Luis Felipe, André Luiz, Henrique, Juninho; Márcio Araújo, Charles (Mendieta - 26'/2ºT), Wesley, Valdivia (Caio - 34'/2ºT); Vinícius e Leandro (Serginho - 19'/2ºT). Técnico: Gilson Kleina.

ABC-RN: Lopes, Renato, Flávio Boaventura, Lino e Guto; Bileu, Edson, Rodrigo Santos (Thiaguinho - intervalo) e Tony (Gilcimar - intervalo); Erick Flores e Pingo.