icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/11/2014
07:04

A Fifa decidirá, na próxima segunda-feira, em Zurique, quem são os três finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo. É chover no molhado afirmar que Cristiano Ronaldo estará na lista. Com menos certeza, Messi também deve figurar na lista. O terceiro nome deverá ser atribuído a um jogador da seleção alemã, campeã do mundo no Brasil com resultados expressivos.

Bola de Ouro na última temporada, Cristiano Ronaldo segue forte para ganhar o terceiro prêmio da carreira. Com grande desempenho individual, ele conquistou a Copa do Rei, Liga dos Campeões da Europa e Supercopa da Europa.

E MAIS

HOME: Últimas notícias do futebol internacional
Messi pode trocar o Barcelona pelo Chelsea
Neuer cutuca Cristiano Ronaldo: 'Não poso de cueca'

Messi ficou de mãos vazias em 2014. No entanto, obteve recordes importantes e também teve grandes atuações por Barcelona e Argentina.

Já Neuer, Lahm, Kroos, Schweinsteiger, Götze e Müller apostam no valor coletivo da conquista da Copa do Mundo para impressionar os jurados.

Bale, Benzema, Diego Costa, Courtois, Di María, Hazard, Ibrahimovic, Iniesta, Mascherano, Pogba, Sergio Ramos, Neymar, Robben, James Rodríguez e Yaya Touré correm por fora.

Confira cinco argumentos para cada favorito

CRISTIANO RONALDO

Cristiano Ronaldo luta pela terceira Bola de Ouro na carreira, a segunda consecutiva (Crédito/AFP)

1 - Protagonista, o gajo conquistou a Liga dos Campeões da Europa, torneio que pode ter grande peso sobre a votação. O primeiro título continental pelo Real Madrid veio acompanhado de inúmeros recordes, como maior artilheiro da fase de grupos, do mata-mata e de uma única edição da competição: 17 gols.

2 - Levou a melhor no tira-teima contra os rivais alemães: na semifinal da Liga dos Campeões, liderou o Real Madrid nas duas vitórias sobre o Bayern de Munique que, na ocasião, contava com seis nomes indicados à Bola de Ouro (agora, são cinco porque Kroos mudou de lado). O jogo da volta, na Baviera, foi um verdadeiro passeio dos Merengues sobre a base da seleção germânica.

3 - Virou o maior artilheiro da História da seleção portuguesa, batendo o recorde de Pauleta e deixando para trás a lenda Eusébio, que faleceu no início do ano. O camisa 7 merengue soma 52 gols pelos Leões do Mar.

4 - Chuteira de Ouro na Europa. O prêmio é entregue ao maior artilheiro de uma liga do continente. Com 31 gols no último Campeonato Espanhol, o português levou o troféu ao lado de Suárez, que obteve o mesmo número no Campeonato Inglês.

5 - Tem média de gols assustadora neste Campeonato Espanhol: 20 gols em 11 rodadas: 1,8 por partida, número que o levaria a 63 gols ao final da competição, um recorde. Na competição, o português marca em todos os jogos em casa, há um ano, sem interrupção.

MESSI

Artilheiro na Espanha, no Barça e na Europa, Messi é o recordista de Bolas de Ouro (Crédito/AFP)

1 - Foi eleito o melhor jogador da última Copa do Mundo pela Fifa. Apesar de cair de produção das quartas de final até a decisão do Maracanã e não ficar com o título, desequilibrou os confrontos contra Bósnia, Irã, Nigéria e Suíça, ora com passes, ora com gols decisivos que livraram a Argentina de tropeços.

2 - Superou dois recordes relevantes (um nacional e outro continental) em menos de uma semana. Com seis gols em duas partidas, tornou-se o maior goleador da História do Campeonato Espanhol e o maior artilheiro da Liga dos Campeões da Europa, superando a marca de Raúl antes do arquirrival Cristiano Ronaldo.

3 - O craque mostrou que não é só artilheiro. Nesta temporada, com a chegada do técnico Luis Enrique, o camisa 10 do Barcelona mudou o posicionamento em campo e tornou-se o líder de assistências do time no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões da Europa. Foram dez até o momento.

4 - Decidiu um clássico contra o Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, com três gols, em março deste ano. O Barcelona venceu os Merengues por 4 a 3, em mais uma partida marcante de La Pulga, o maior artilheiro do confronto. Já o arquirrival Cristiano Ronaldo marcou apenas um gol.

5 - Ainda em março, superou Paulino Alcántara e virou o maior artilheiro da história do Barcelona, marca obtida em dez anos de carreira como profissional.

ALEMÃES

Graças à Copa, Alemanha deve ter um representante entre os finalistas (Crédito/AFP)

1 - Campeões do mundo. Um único argumento que pode bastar para a votação de um representante da tetracampeã. Os seis postulantes tiveram desempenho em alto nível no Brasil, apesar da seleção alemã não contar com destaques individuais.

2 - Entre os jogadores alemães, o goleiro Neuer é o favorito. Neste ano, ele foi uma referência tanto para o Bayern de Munique quanto para a seleção nacional. O camisa 1 do Gigante da Baviera também é soberano na posição no futebol mundial e ainda pode jogar como um líbero.

3 - Neuer também foi eleito o melhor goleiro da Copa do Mundo. E olha que ele teve um concorrência pesada, como Navas (Costa Rica), Ochoa (México) e Romero (Argentina). Com ele, a Alemanha teve a melhor defesa da competição.

4 - Se, somado ao fator título mundial, o critério a ser avaliado for o número de gols, Müller pode ficar com o prêmio. Ele foi o artilheiro da Alemanha na Copa do Mundo e se consolidou entre os titulares com Pep Guardiola e Joachim Löw.

5 - A seleção alemã humilhou o pentacampeão e anfitrião Brasil por 7 a 1, numa partida da semfinal. Quer resultado mais expressivo do que esse? O time entrou para a História com o resultado e fez um verdadeiro estrago na equipe comandada por Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira.