icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2014
07:06

Com a disputa da Copa do Mundo no Brasil, ficou difícil para o torcedor continuar acompanhando seu clube do coração com a mesma assiduidade. Por este motivo, o LANCE!Net lista, dia a dia, o que de mais importante aconteceu no Fluminense durante o período de realização do Mundial de seleções, vencido pela Alemanha no último domingo, no Maracanã.

O assunto que mais costuma despertar o interesse dos torcedores são contratações. Neste sentido, o Fluminense movimentou bastante o noticiário. Chegaram ao Flu o zagueiro Henrique, o meia Cícero e, além deles, o atacante Samuel retornou. Em contrapartida, saíram por empréstimo os laterais Wellington Silva (Internacional) e Ronan (Legia Varsovia, da Polônia), o volante Willian (Sport), o meia Higor (Criciúma) e os atacantes Martinuccio (Coritiba), Marcos Junior (Vitória) e Michael (Criciúma). Já o zagueiro Leandro Euzébio rescindiu o contrato com o Flu e deixou as Laranjeiras rumo ao Al-Khor, do Qatar.

CONFIRA O DIA A DIA DO FLU DURANTE A COPA:

Período de recesso: 8/6 a 22/6

Após o empate por 1 a 1 diante do Internacional, em Macaé, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ainda teve uma semana a mais de trabalhos devido o amistoso contra a Itália. O Tricolor foi derrotado por 5 a 3 pela Azzurra, em Volta Redonda e após a partida, os jogadores ganharam 15 dias de folga.


Flu foi derrotado por 5 a 3 pela Itália, em Volta Redonda (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Reapresentação: 23/6

Já com o zagueiro Henrique e meia Cícero como novidades no elenco, o Fluminense se reapresentou nas Laranjeiras após o recesso. Os jogadores foram submetidos a exames médicos e físicos antes de partir para Macaé, onde o Flu ficou em regime de concentração durante sete dias.


Henrique foi a grande novidade na reapresentação do elenco (Foto: Rossana Fraga/LANCE!Press)

Pré-temporada em Macaé: 24/6 a 29/6

Em Macaé, o foco dos treinamentos foi principalmente a parte física. As atividades aconteceram no Estádio Moacyrzão e também na Praia dos Cavalheiros. O período foi considerado bastante proveitoso pelo preparador físico Rodrigo Poletto.


Parte física foi o foco durante os treinos em Macaé (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C)

Troca de atacantes: 4/7

Neste dia, o Fluminense anunciou a saída do atacante Michael por empréstimo ao Criciúma até o fim deste ano. Pensando no elenco, Cristovão solicitou à diretoria tricolor que trouxesse Samuel, que estava no Los Angeles Galaxy desde janeiro, de volta às Laranjeiras. Michael foi o sétimo jogador que deixou o Flu neste período.


Michael foi emprestado ao Criciúma até o fim deste ano (Foto: Ricardo Ramos/LANCE!Press)

Primeiro jogo-treino: 5/7

O primeiro teste do Fluminense com bola rolando aconteceu diante do Boavista, nas Laranjeiras. Sem poder contar com Diguinho e Walter, lesionados, Cristovão escalou Cícero como volante e Kenedy no ataque ao lado de Rafael Sobis. Os titulares foram derrotados por 1 a 0 no primeiro tempo, mas os reservas viraram o placar para 2 a 1, com gols de Matheus Carvalho e Fernando, na segunda etapa.


Fernando e Matheus Carvalho fizeram os gols contra o Boavista (Foto: Rossana Fraga/LANCE!Press)

Adeus ao ídolo: 6/7

Nem só notícias boas marcaram este período de Copa para o Fluminense. No dia 6 de julho, a torcida tricolor teve de dar adeus a um de seus grandes ídolos. O ex-atacante Assis faleceu aos 61 anos, em decorrência de uma insuficiência renal, em Curitiba.


Assis foi campeão brasileiro pelo Flu em 1984 (Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C)

Visita de Wellington Nem e novela por retorno se arrasta: 7/7

O Fluminense deseja ter Wellington Nem de volta. O atacante, por sua vez, já manifestou sua vontade de regressar às Laranjeiras. Há, no entanto, um obstáculo: Shakhtar Donetsk (UCR), clube atual de Nem. No dia 7 de julho, o jogador foi à Praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde acompanhou o treino do Fluminense. O vice de futebol, Mário Bittencourt revelou ter um encontro marcado com representantes do clube ucraniano, mas o impasse ainda segue.


Nem conversou com Bruno e Sobis em sua visita ao treino do Flu (Foto: Vitor Pimenta)

Reformulação nas categorias de base: 7/7

A derrota para o Botafogo na final do Carioca Sub-20 fez com que o Flu promovesse mudanças no comando do futebol de base do clube. Marcelo Veiga, então treinador dos juniores, se tornou coordenador técnico das categorias de base. Para o antigo cargo de Veiga, Marcos Valadares, que vinha treinando o juvenil, foi o escolhido. O sub-17, então, ficou sob as ordens de Luiz Felipe dos Santos Silva, ex-técnico do infantil do Vasco.


Fluminense ficou com o vice no Carioca Sub-20 (Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C)

Homologação de Mário Bittencourt como vice de futebol: 8/7

No cargo de vice-presidente de futebol há dois meses, Mário Bittencourt ainda precisava da aprovação do conselho tricolor para ser efetivado na função. Em uma reunião extraordinária do conselho deliberativo na terça-feira, dia 8 de julho, o advogado foi homologado no cargo.


Mário Bittencourt (à direita) foi homologado como vice de futebol (Foto: Nelson Perez/F.F.C)

Time titular goleia em jogo-treino: 9/7

Com Matheus Carvalho no lugar de Kenedy em relação ao time que teve dificuldades contra o Boavista, desta vez o time titular do Fluminense joga bem e constroi o placar elástico de 6 a 1 (Matheus Carvalho (2), Wágner (2), Jean e Kenedy marcaram) diante do Friburguense, também nas Laranjeiras. Foi o segundo teste da equipe do técnico Cristovão Borges neste período.


Time titular joga bem e goleia o Friburguense (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C)

Último teste e nova vitória, desta vez sobre o Madureira: 10/7

No último teste antes do retorno ao Campeonato Brasileiro, Cristovão repetiu a escalação que goleou o Boavista e o resultado novamente agradou ao treinador. Vitória por 3 a 0 sobre o Madureira, com gols de Matheus Carvalho, Edson e Samuel.


Matheus Carvalho fez gol em todos os jogos-treinos (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C)