icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
11/07/2014
17:45

Um dos mais experientes do elenco da seleção alemã e com três Copas do Mundo na bagagem, o lateral-direito Lahm reconhece que a ansiedade está tomando conta do plantel antes da final contra a Argentina, no próximo domingo, no Maracanã. Nesta sexta-feira, o jogador do Bayern de Munique concedeu entrevista coletiva na Vila de Santo André (BA).

- Estamos loucos para que as coisas realmente comecem a acontecer. Há uma tensão muito grande, estamos muito ansiosos para levar o título para a Alemanha. Queremos o melhor desempenho possível. Realmente, vale a pena voltar para o Rio. Se pudermos colher todas as recompensas, não sabemos, mas a oportunidade esta aqui, estamos próximos - disse o jogador de 30 anos.

O capitão da Alemanha comentou o significado de levantar a Copa pela primeira vez na carreira. O título pode coroar uma das melhores gerações do país. O tetracampeonato mundial seria fruto de um trabalho que começou há mais de uma década e que nunca teve um final feliz.

- Chegar à semifinal (2006 e 2010) não pode ser chamado de decepção. O que tentei passar como mensagem é que tivemos uma geração de jogadores que todos estão muito bem no mundo. Um grupo que amadureceu com o tempo. Muita experiência nos clubes, não apenas estão saindo do banco de reservas, mas são pilares. Temos uma mistura perfeita de jogadores - colocou.

Lahm também elogiou a estadia no Brasil e não conseguiu enxergar nenhum defeito durante o período.

- As pessoas foram perfeitas, falamos sobre o Campo Bahia, funcionou graças à população local, fizeram mais fácil para nós, ver que as pessoas daqui nos apoiaram. As pessoas foram muito amáveis, acenavam para nós, não tivemos nenhuma hostilidade no Brasil, isso foi perfeito. Você vê que as pessoas estavam ansiosas pela Copa.

A seleção alemã chega ao Rio de Janeiro neste sábado. Durante a tarde, estão programadas uma entrevista coletiva no Maracanã e um treino em São Januário.