icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2014
15:41

O atacante holandês Kuyt falou, em entrevista ao site da Fifa, sobre os momentos dramáticos vividos na disputa por pênaltis contra a Costa Rica. O jogo garantiu a passagem da Holanda às semifinais da Copa do Mundo. O jogador converteu a ultima penalidade holandesa, que terminou em 4 a 3 a favor da seleção europeia.

- Quando você está em uma situação como esta, para ser honesto, não chega a pensar no que está se passando. A adrenalina no seu corpo é enorme, há muita pressão. Então, o melhor a fazer é focar apenas no pênalti. Basicamente você não sente nada. Mas este é o momento que decidirá se os 120 minutos jogados valeram a pena ou não - afirmou o atacante.

Kuyt também falou sobre a grande atuação do goleiro Krul, que entrou no último minuto da prorrogação no lugar de Cilessen. O goleiro defendeu duas cobranças da Costa Rica.

- Os jogadores bateram muito bem os pênaltis, um a um, enquanto Krul fez sua mágica. Ele intimidou o adversário. Isso é um dos pontos fortes desta equipe, nós temos 23 jogadores muito bons no que fazem. Não somos apenas 11 jogadores, somos um time. Um time, um objetivo - completou.

Kuyt considera como um grande teste rumo ao título ter de enfrentar a Argentina, na próxima quarta-feira, em São Paulo, pelas semifinais.

- A Argentina é uma seleção de classe mundial. Nós temos de medir o nosso nível contra os melhores, e não apenas medir mas vencê-los. Por isso estamos aqui. Estar nas semifinais é algo fantástico, mas nós já sabemos como é perder uma Copa do Mundo e nós adoraríamos agora vencê-la. Esse é o nosso objetivo - disse o atacante.