icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
02/07/2014
07:57

Dirk Kuyt não é um dos jogadores mais badalados da Holanda. Van Persie, Robben e Sneijder são mais conhecidos do público, mais procurados e têm vagas garantidas no time titular. Porém, se o técnico Van Gaal precisar, Kuyt está pronto para ajudar em qualquer posição. Atacante de origem, já atuou até como lateral-esquerdo contra o México, na vitória por 2 a 1 pelas oitavas de final. Um verdadeiro operário do bem, dentro e fora dos gramados, pois se destaca também por manter uma fundação que ajuda pessoas com deficiência através do esporte.

Kuyt começou a carreira no Utrecht, ganhou status de artilheiro no Feyenoord e, em seguida, a chance de vestir a camisa do Liverpool. Hoje, defende o Fenerbahçe. Na Inglaterra, o jogador já demonstrava o estilo polivalente, mudou de posição várias vezes e se tornou uma importante peça dos Reds.

Na seleção, o caminho não foi diferente. Kuyt já foi referência no ataque, ponta, meia e lateral. Depois da classificação às quartas de final da Copa, ele deixou claro que está à disposição de Van Gaal.


Kuyt já jogou até de lateral-esquerdo na Copa do Mundo (Foto: Damien Meyer/ AFP)

– O treinador tem confiança em mim. Eu me preparei bem para jogar pela esquerda e disse a Van Gaal que, se ele precisar de mim naquele setor, estou disponível.

Fora de campo, Kuyt mantém uma fundação que leva o nome dele. Com o intuito de promover e inserir pessoas com deficiências físicas e mentais na sociedade através do esporte, a Dirk Kuyt Foundation oferece diversas modalidades para os praticantes de esportes adaptados na Holanda: futebol, dança, natação, tênis de mesa e ciclismo, entre outros. O instituto trabalha com federações, associações, empresas, patrocinadores, parcerias e doações.

Bate-bola: Stella d'Achard van Enschut - Diretora da Fundação Kuyt

1- Como é o trabalho na Fundação de Dirk Kuyt?

R: Organizamos eventos esportivos para pessoas com deficiência física ou mental na Holanda. A fundação incentiva e promove o esporte e a participação das pessoas com deficiência, e é por isso que o nosso slogan é "esporte e alegria para todos".

2- Kuyt consegue algum tempo para participar dos eventos?

R: Por conta de sua carreira no futebol no Fenerbahçe e na seleção, não é possível para Dirk estar regularmente presente em eventos ou na fundação. No entanto, temos um contato regular com Dirk por telefone ou e-mail. Ele é regularmente informado sobre o desenvolvimento da fundação. Ele sempre lamenta não estar presente com tanta frequência. Mas quando ele está presente em um evento, como no ano passado quando organizamos uma clínica de futebol para 120 jogadores com deficiência, aproveita ao máximo esses momentos.

3- Quantos eventos a fundação organiza por ano na Holanda?

R: Todos os anos apoiamos mais de 60 eventos esportivos, e, portanto, com mais de dez mil crianças e adultos com deficiência.

4- Quais são os esportes mais procurados?

R: Apoiamos todos os tipos de esportes desde futebol até dança em cadeira de rodas. Temos tênis, hóquei, basquete de cadeira de rodas, vôlei sentado e beisebol. Oferecemos grande capacitação para que todos possam praticar esporte.