icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2014
20:35

O presidente Fábio Koff, 83 anos, não irá tentar a reeleição. Pelo menos foi o que informou ao seu Conselho de Administração nesta quarta-feira, e garantir que não vai participar efetivamente da próxima gestão, a ser eleita em setembro. Além disso, elegeu como foco a partir de agora a resolução da Operação Grêmio para comprar a gestão total da Arena.

- Hoje até, estou falando pela primeira vez. Comuniquei minha decisão e vamos marcar uma data de lançamento de candidato no Conselho Deliberativo. Vou cumprir com o mesmo empenho os meses que faltam e vou perseguir do Grêmio ser o dono desse equipamento (Arena) - comentou Koff.



A operação foi deflagrada após a assinatura do contrato modificado de parceria com a OAS. As negociações estão avançadas, segundo Koff, e podem terminar em até um mês. O Grêmio, assim, assumiria a gestão completa do estádio, sem precisar dividir as ações com a OAS. Poderia abrir novas associações e lucrar com receitas. Além disso, teria de volta os recursos da bilheteria, que fazem falta no fluxo de caixa do clube.

- Eu já defini, já dei o que podia dar pelo Grêmio. Tenho um outro objetivo que é entregar o Grêmio com domínio da Arena, totalmente operada pleo Grêmio. Estou em busca dessa solução e espero concretizá-la dentro de 20 ou 30 dias - destacou o mandatário.

A tendência é que o candidato da situação seja Romildo Bolzan Jr., atualmente um dos vice-presidentes do clube. Pela oposição, o Movimento Grêmio Independente deve lançar Homero Bellini Jr., que já foi candidato na última eleição.

A eleição gremista começa em setembro. Após votação dentro Conselho Deliberativo, os candidatos a cláusula de barreira de 20% dos votos irão para a votação aberta aos sócios no mês seguinte.


Por Felipão, gremistas lotam Arena e fazem a festa por LANCETV