icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2013
15:34

Kleber Gladiador é conhecido por sua sinceridade. E ele deu mais uma prova disso nesta quarta-feira, em entrevista coletiva. Segundo o atacante, o Grêmio praticamente perdeu os sete primeiros meses deste ano e, agora, sob o comando de Renato Gaúcho, ele vê um elenco motivado o suficiente para alcançar as conquistas que passaram longe no primeiro semestre.

Kleber deixou claro que o clima no elenco com Vanderlei Luxemburgo na casamata tricolor não era ruim. No entanto, uma mudança, na visão do camisa 30, era necessária após um desempenho mais do que abaixo do esperado: o Grêmio foi eliminado nos dois turnos do Campeonato Gaúcho e, com muita dificuldade, avançou apenas às oitavas de final da Libertadores.

- Não acho que o clima era ruim. Mas, lógico, a mudança, o novo treinador, um a nova forma de trabalho, ajuda. Achava que precisava de uma mudança. Foram sete meses praticamente perdidos, me refiro a resultados. Não conquistamos o Gaúcho e a Libertadores, que era o nosso objetivo. Isso é o que acontece no futebol - disse o jogador, antes de completar:

- Quando os resultados não chegam, geralmente, o treinador é mandado embora e vem outro. Chegou uma pessoa que tem uma história gloriosa no clube e isso muda bastante. Não só entre os jogadores, mas entre os funcionários e isso ajuda bastante.

O atacante, que ainda busca uma sequência como titular - o que não acontece desde o ano passado - ainda voltou a destacar a importância da chegada de um novo treinador. Com Renato, Kleber espera que o Grêmio não termine o ano sem conquistas.

- Acho que isso (chegada de um novo técnico) só aumenta a competitividade. Eleva o nível de prioridade do grupo. Porque todo mundo sabe que se tiver melhor vai jogar. Isso é importante. Até porque são sete meses e não conseguimos nada. Então tem de ter uma disputa. Tem que jogar melhor porque, senão, irão passar os meses e não iremos conquistar nada, de novo.

Kleber Gladiador é conhecido por sua sinceridade. E ele deu mais uma prova disso nesta quarta-feira, em entrevista coletiva. Segundo o atacante, o Grêmio praticamente perdeu os sete primeiros meses deste ano e, agora, sob o comando de Renato Gaúcho, ele vê um elenco motivado o suficiente para alcançar as conquistas que passaram longe no primeiro semestre.

Kleber deixou claro que o clima no elenco com Vanderlei Luxemburgo na casamata tricolor não era ruim. No entanto, uma mudança, na visão do camisa 30, era necessária após um desempenho mais do que abaixo do esperado: o Grêmio foi eliminado nos dois turnos do Campeonato Gaúcho e, com muita dificuldade, avançou apenas às oitavas de final da Libertadores.

- Não acho que o clima era ruim. Mas, lógico, a mudança, o novo treinador, um a nova forma de trabalho, ajuda. Achava que precisava de uma mudança. Foram sete meses praticamente perdidos, me refiro a resultados. Não conquistamos o Gaúcho e a Libertadores, que era o nosso objetivo. Isso é o que acontece no futebol - disse o jogador, antes de completar:

- Quando os resultados não chegam, geralmente, o treinador é mandado embora e vem outro. Chegou uma pessoa que tem uma história gloriosa no clube e isso muda bastante. Não só entre os jogadores, mas entre os funcionários e isso ajuda bastante.

O atacante, que ainda busca uma sequência como titular - o que não acontece desde o ano passado - ainda voltou a destacar a importância da chegada de um novo treinador. Com Renato, Kleber espera que o Grêmio não termine o ano sem conquistas.

- Acho que isso (chegada de um novo técnico) só aumenta a competitividade. Eleva o nível de prioridade do grupo. Porque todo mundo sabe que se tiver melhor vai jogar. Isso é importante. Até porque são sete meses e não conseguimos nada. Então tem de ter uma disputa. Tem que jogar melhor porque, senão, irão passar os meses e não iremos conquistar nada, de novo.