icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2013
10:18

Renato Portaluppi marcou época com a camisa 7 do Grêmio e ainda se destacou por outros clubes em sua carreira de jogador. E ter um especialista no ataque como técnico é mais do que celebrado por aqueles que são da função, como Kleber.

- O Renato Gaúcho foi um atacante que fez história no futebol mundial. Com certeza, para nós atacantes, vai acrescentar muito, mas a gente percebe que ele treina só com os zagueiros, com os laterais, com o meio de campo. Trabalha e cobra bastante a bola parada - destacou o Gladiador, antes de completar:

- Quando você tem um treinador que jogou bem, que foi um jogador de nível, ajuda muito, pois tem muita noção de trabalho.

E não é apenas Kleber que está satisfeito com Renato de técnico. Barcos já afirmou que jogava fora de posição com Luxemburgo. A torcida gremista espera que a segunda passagem do ídolo como técnico do clube "devolva" o bom desempenho de Barcos, Vargas e Kleber, os principais jogadores do setor.

Jonas, por exemplo, foi o grande destaque da arrancada do Grêmio no segundo turno do Brasileirão de 2010, quando Renato era o treinador. Antes do técnico chegar, ele havia marcado apenas seis vezes em 13 rodadas. Já com o ex-camisa 7 no comando, foram 17 gols e a artilharia isolada da competição.

Renato Portaluppi marcou época com a camisa 7 do Grêmio e ainda se destacou por outros clubes em sua carreira de jogador. E ter um especialista no ataque como técnico é mais do que celebrado por aqueles que são da função, como Kleber.

- O Renato Gaúcho foi um atacante que fez história no futebol mundial. Com certeza, para nós atacantes, vai acrescentar muito, mas a gente percebe que ele treina só com os zagueiros, com os laterais, com o meio de campo. Trabalha e cobra bastante a bola parada - destacou o Gladiador, antes de completar:

- Quando você tem um treinador que jogou bem, que foi um jogador de nível, ajuda muito, pois tem muita noção de trabalho.

E não é apenas Kleber que está satisfeito com Renato de técnico. Barcos já afirmou que jogava fora de posição com Luxemburgo. A torcida gremista espera que a segunda passagem do ídolo como técnico do clube "devolva" o bom desempenho de Barcos, Vargas e Kleber, os principais jogadores do setor.

Jonas, por exemplo, foi o grande destaque da arrancada do Grêmio no segundo turno do Brasileirão de 2010, quando Renato era o treinador. Antes do técnico chegar, ele havia marcado apenas seis vezes em 13 rodadas. Já com o ex-camisa 7 no comando, foram 17 gols e a artilharia isolada da competição.