icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
11:06

Não são só os torcedores vascaínos que sentirão falta de Juninho Pernambucano, poupado da partida desta quinta-feira, contra o Goiás, em Goiânia. O elenco também já lamenta a ausência do Reizinho. Segundo o meia Pedro Ken, sem o camisa 8, a equipe perde em liderança e qualidade técnica.

- Muda um pouco a característica do time também, até porque entra o Edmilson, um atacante, mais ofensivo, até do que quando jogo ali, e nós perdemos nossa referência no campo, não só liderança, como qualidade técnica. Ele é um jogador diferenciado e com certeza vai fazer muita falta. Vamos procurar também encaixar o time, que tem um padrão de jogo e já está melhor, até facilita um pouco as coisas. Vamos procurar jogar coletivamente, como a gente vem procurando fazer para poder suprir isso aí - disse.

O Vasco decidiu poupar o ídolo do confronto desta quinta pensando na condição física do atleta, de 38 anos. Além disso, Juninho tem dois cartões amarelos e, no domingo, o Gigante da Colina encara o Botafogo, no Maracanã.

Pedro Ken ainda analisou a sequência positiva que o time cruz-maltino vem conseguindo emplacar nas últimas rodadas. O camisa 8 atribui os resultados ao novo momento que o clube vive marcado pela chegada de reforços de peso e patrocinadores.

- Mudou o ambiente do grupo, a confiança, não só pelos jogos, como pelos resultados. Foram duas vitórias seguidas e isso acaba melhorando muita coisa. Vamos sentir falta, mas não podemos ficar na dependência do Juninho. Essas duas vitórias foram importantes para dar moral ao grupo, confiança e padrão de jogo. A gente está entendendo cada vez mais o que o Dorival quer. Coletivamente, facilita para que a gente possa ir para Goiânia e conseguir o resultado - contou.

Não são só os torcedores vascaínos que sentirão falta de Juninho Pernambucano, poupado da partida desta quinta-feira, contra o Goiás, em Goiânia. O elenco também já lamenta a ausência do Reizinho. Segundo o meia Pedro Ken, sem o camisa 8, a equipe perde em liderança e qualidade técnica.

- Muda um pouco a característica do time também, até porque entra o Edmilson, um atacante, mais ofensivo, até do que quando jogo ali, e nós perdemos nossa referência no campo, não só liderança, como qualidade técnica. Ele é um jogador diferenciado e com certeza vai fazer muita falta. Vamos procurar também encaixar o time, que tem um padrão de jogo e já está melhor, até facilita um pouco as coisas. Vamos procurar jogar coletivamente, como a gente vem procurando fazer para poder suprir isso aí - disse.

O Vasco decidiu poupar o ídolo do confronto desta quinta pensando na condição física do atleta, de 38 anos. Além disso, Juninho tem dois cartões amarelos e, no domingo, o Gigante da Colina encara o Botafogo, no Maracanã.

Pedro Ken ainda analisou a sequência positiva que o time cruz-maltino vem conseguindo emplacar nas últimas rodadas. O camisa 8 atribui os resultados ao novo momento que o clube vive marcado pela chegada de reforços de peso e patrocinadores.

- Mudou o ambiente do grupo, a confiança, não só pelos jogos, como pelos resultados. Foram duas vitórias seguidas e isso acaba melhorando muita coisa. Vamos sentir falta, mas não podemos ficar na dependência do Juninho. Essas duas vitórias foram importantes para dar moral ao grupo, confiança e padrão de jogo. A gente está entendendo cada vez mais o que o Dorival quer. Coletivamente, facilita para que a gente possa ir para Goiânia e conseguir o resultado - contou.