icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
12:54


Alan Kardec foi apresentado na manhã desta segunda-feira pelo Palmeiras. O atacante, que chega por empréstimo de um ano, ressaltou na chegada a sua vontade de atuar pelo clube, recusando até propostas de times da Série A do Brasileiro e do continente europeu para ajudar o Alviverde em seu projeto de reestruturação na divisão de acesso do Nacional.

- Estou muito feliz por fazer parte de um dos maiores clubes do mundo. Esta história começou lá atrás quando nosso presidente, Paulo Nobre teve contato com o presidente do Benfica. Desde o começo fiquei feliz, pois sempre admirei desde pequeno o clube. Quando aconteceu a negociação não tive sombra nenhuma de dúvidas que era um lugar para voltar o Brasil com felicidade - afirmou.

- Quando o presidente do Benfica sentou comigo e deu as opções, que não vou citar nomes, tinham times de Série A do Brasil,e foram mais de três clubes, até da Europa. Mas queria retornar e esta volta seria pelo Palmeiras - completou.

Alan Kardec foi apresentado nesta segunda na Academia (Foto: Renato Cordeio/LANCE!Press)

O novo reforço para o ataque recebeu a camisa 14 das mãos do presidente alviverde, Paulo Nobre. O jogador era um sonho antigo da diretoria. Em março, quando o dirigente foi a Portugal, chegou a negociar pelo jogador, mas os altos valores para compra impossibilitaram o acerto. Nesta manhã, o mandatário, que esteve acompanhado do diretor-executivo, José Carlos Brunoro, reafirmou o discurso utilizado com cada jogador apresentado por ele.

- Honre muito esta camisa, e tenha muito boa sorte - afirmou, antes de dar tapas de incentivo nas costas do jogador e deixar a sala de imprensa.

Embora não seja palmeirense, o reforço de 24 anos mostrou sua admiração quando pequeno pelo Verdão, vencedor na década de 90. Ele fez elogios a ídolos do clube, como Evair, Edmundo e Marcos, com quem o reforço disse ter conversado algumas vezes. Sem definir meta de gols para esta sua passagem no Palmeiras, Alan Kardec avisa que seu único objetivo é fazer o time subir.

- Voltei pelo clube, o projeto apresentado, porque o Palmeiras tem uma estrutura fantástica, um CT maravilhoso, estádio para o centenário. Quero fazer parte desta reconstrução. Vamos trabalhar todos juntos para que possamos recolocar o Palmeiras em seu lugar. Ano que vem será maravilhoso, com o centenário, estádio novo - completou o jogador, que firmou contrato de empréstimo até o dia 30 de junho de 2014, e ainda pede tempo para se readaptar fisicamente.

- Ainda não estou à disposição, porque neste período é férias na Europa. Vim de uma sequência desgastante, porque saí do Santos e fui para a pré-temporada no Benfica, sem férias. Emendei um no outro e aproveitei estas férias agora para descansar e renovar os ânimos. Preciso de alguns dias para adquirir um mínimo de forma, para fazer o melhor papel dentro de minhas características - completou.


Alan Kardec foi apresentado na manhã desta segunda-feira pelo Palmeiras. O atacante, que chega por empréstimo de um ano, ressaltou na chegada a sua vontade de atuar pelo clube, recusando até propostas de times da Série A do Brasileiro e do continente europeu para ajudar o Alviverde em seu projeto de reestruturação na divisão de acesso do Nacional.

- Estou muito feliz por fazer parte de um dos maiores clubes do mundo. Esta história começou lá atrás quando nosso presidente, Paulo Nobre teve contato com o presidente do Benfica. Desde o começo fiquei feliz, pois sempre admirei desde pequeno o clube. Quando aconteceu a negociação não tive sombra nenhuma de dúvidas que era um lugar para voltar o Brasil com felicidade - afirmou.

- Quando o presidente do Benfica sentou comigo e deu as opções, que não vou citar nomes, tinham times de Série A do Brasil,e foram mais de três clubes, até da Europa. Mas queria retornar e esta volta seria pelo Palmeiras - completou.

Alan Kardec foi apresentado nesta segunda na Academia (Foto: Renato Cordeio/LANCE!Press)

O novo reforço para o ataque recebeu a camisa 14 das mãos do presidente alviverde, Paulo Nobre. O jogador era um sonho antigo da diretoria. Em março, quando o dirigente foi a Portugal, chegou a negociar pelo jogador, mas os altos valores para compra impossibilitaram o acerto. Nesta manhã, o mandatário, que esteve acompanhado do diretor-executivo, José Carlos Brunoro, reafirmou o discurso utilizado com cada jogador apresentado por ele.

- Honre muito esta camisa, e tenha muito boa sorte - afirmou, antes de dar tapas de incentivo nas costas do jogador e deixar a sala de imprensa.

Embora não seja palmeirense, o reforço de 24 anos mostrou sua admiração quando pequeno pelo Verdão, vencedor na década de 90. Ele fez elogios a ídolos do clube, como Evair, Edmundo e Marcos, com quem o reforço disse ter conversado algumas vezes. Sem definir meta de gols para esta sua passagem no Palmeiras, Alan Kardec avisa que seu único objetivo é fazer o time subir.

- Voltei pelo clube, o projeto apresentado, porque o Palmeiras tem uma estrutura fantástica, um CT maravilhoso, estádio para o centenário. Quero fazer parte desta reconstrução. Vamos trabalhar todos juntos para que possamos recolocar o Palmeiras em seu lugar. Ano que vem será maravilhoso, com o centenário, estádio novo - completou o jogador, que firmou contrato de empréstimo até o dia 30 de junho de 2014, e ainda pede tempo para se readaptar fisicamente.

- Ainda não estou à disposição, porque neste período é férias na Europa. Vim de uma sequência desgastante, porque saí do Santos e fui para a pré-temporada no Benfica, sem férias. Emendei um no outro e aproveitei estas férias agora para descansar e renovar os ânimos. Preciso de alguns dias para adquirir um mínimo de forma, para fazer o melhor papel dentro de minhas características - completou.