icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
21/04/2014
18:00

Alan Kardec foi bombardeado com perguntas sobre seu futuro ao desembarcar com o Palmeiras em Campinas, na tarde desta segunda-feira, após marcar o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Criciúma, em Santa Catarina, no dia anterior. Já cansado de falar sobre o assunto, ele afirmou que ainda não pensa no limite de sete jogos para poder trocar de clube no Campeonato Brasileiro.

- Toda vez que estiver trabalhando, vou estar fazendo meu melhor. Isso (limite de jogos) são coisas que nem sequer pensei em momento algum, então não tem porque ficar questionando esta situação - declarou o jogador, que tenta adotar tom otimista.

- Tem dificuldades, mas acho que as duas partes vão chegar a um acordo, e quanto menos se falar desta situação melhor para todas as partes - disse.

O pai do jogador anunciou nesse domingo que agora está aberto a ouvir propostas de outros clubes e que o Verdão não tem mais prioridade. O Benfica (POR), detentor dos direitos econômicos do goleador, é obrigado por contrato a dar preferência ao clube paulista até 31 de maio - o empréstimo vai até o fim de junho. Além disso, há um acordo verbal para que o Palmeiras precise pagar 4 milhões de euros (R$ 12,5 milhões), enquanto para outros interessados o valor é maior.

- Eu estou com a cabeça tranquila, acaba que minhas respostas são sempre as mesmas, parecidas, tudo que vier falar aqui, será muito repetitivo - disse Kardec.

Em desembarque, Kardec comenta virada na estreia do Brasileirão