icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/04/2014
21:48

A arrastada negociação com o Palmeiras pela permanência no Palestra Itália tem atrapalhado a rotina de Alan Kardec, herói alviverde na vitória por 2 a 1 sobre o Criciúma, neste domingo, pela estreia do time no Campeonato Brasileiro, e artilheiro do elenco na temporada, com dez gols. Foi o que o centroavante afirmou após a partida.

- Já teve um desgaste físico e emocional grande. O próprio Gilson Kleina observou que eu estava chegando aos treinamentos bastante cansado. Isso mexe com a minha vida, porque sempre por onde eu passei eu busquei meu melhor. Eu não gosto de ficar falando sobre negociação, porque tem de ser o máximo de sigilo possível. Qualquer declaração pode colocar uma das partes contra a torcida. Quanto menos se falar melhor, porque isso preserva os envolvidos - afirmou.

Em meio às tratativas até agora infrutíferas com o Palmeiras, os representantes de Alan Kardec alegam ter feito várias concessões ao clube. Mesmo que a contragosto, aceitaram o modelo de produtividade e reduziram ao menos três vezes a pedida salarial. Mesmo assim, dizem que a diretoria tem feito exigências demais.

Na saída de campo do Herbitero Hülse, em Santa Catarina, o centroavante recebeu o carinho da torcida palmeirense presente no estádio.

- Claro que isso mexe comigo. Tudo tem acontecido pelo trabalho dentro de campo. Ninugém ganha a torcida falando, os jornalistas são vocês. Quando eu sou reconhecido dessa maneira eu fico muito feliz, porque a torcida cobra quando tem de cobrar. Nada mais é do que reconhecimento. Fico muito feliz por tudo o que tem acontecido - disse.

Além do acerto com o jogador, o Palmeiras precisa pagar até o fim de maio 4 milhões de euros ao Benfica (POR) para ficar com o jogador. Ele está emprestado até o último dia de junho.