icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
11/11/2014
17:20

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, foi sucinto ao opinar sobre a decisão do Cruzeiro abrir mão de sua carga de ingressos no jogo de ida da Copa do Brasil, a ser realizado na quarta-feira, no Independência. Ao site da ESPN, o mandatário respondeu apenas:

- Estou cagando para o Cruzeiro.

Já em entrevista à TV Band Minas, Kalil negou que Atlético-MG e Cruzeiro tenham selado acordo sobre o percentual de ingressos disponibilizado para o duelo no Horto. E questionou a postura do diretor de futebol da Raposa, Alexandre Mattos:

- Se eu tivesse feito algum tipo de acordo com o Cruzeiro, o Alexandre Matos não teria me ligado na quinta-feira para saber de torcida única. Eu nunca conversei isso com o presidente do Cruzeiro.

O presidente do Atlético-MG também revelou sua postura em relação ao jogo:

- A opinião do Alexandre Kalil era de torcida única. Como sou um presidente esvaziando o carrinho, eu tenho que escutar uma diretoria que vai permanecer à frente do Atlético. Eu disse claramente ao Alexandre que eu não sou mais a voz absolutista do Atlético.

Apenas com a presença de atleticanos nas arquibancadas, a partida do Independência ocorrerá às 22h.