icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/12/2013
14:23

Um momento de tensão envolveu o atacante Balotelli, do Milan, e o jogador Spolli, do Catania. Após um carrinho do jogador argentino, o italiano se levantou irritado, apontando o dedo indicador na direção do adversário e gritando que Spolli o havia insultado de forma racista.

A discussão descambou para uma confusão entre os jogadores das duas equipes. O meia Kaká tratou de acalmar o ânimo de Balotelli, que acabou sendo substituído pelo técnico Massimo Allegri logo após o episódio.

- Ele me chamou de negro de m... - bradou Balotelli, partindo em direção a Spolli.

O atacante do Milan deixou o campo vaiado pelos torcedores do Catania, e em resposta mostrou três dedos indicando o número de gols que sua equipe já havia marcado no jogo.

 Imagem mostra suposta ofensa a Balotelli

Após a partida, que terminou com vitória milanista por 3 a 1, tanto o técnico Massimo Allegri, quanto o meia Kaká, saíram com um discurso apaziguador sobre o episódio.

- Não houve nada. Havia um pouco de nervosismo em campo, decidi poupá-lo. Mario estava muito tenso em busca do gol, por isso havia um pouco de nervosismo em campo - disse Allegri.

E MAIS:

>Kaká marca e Milan derrota o Catania
> Berlusconi garante permanência de Galliani no Milan

Já Kaká, por sua vez, afirmou que não conseguiu ouvir o que Spolli disse.

- Não ouvi o que disse Spolli a Balotelli, só cheguei depois. O vi nervoso em campo e pedi para ele ficar calmo, porque é um jogador importante para o time. Conseguiu marcar e agora está feliz, as coisas começaram a ir bem também para ele - afirmou o meia brasileiro.