icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
02/12/2013
20:32

Juvenal Juvêncio continua acreditando que Rogério Ceni será o goleiro do São Paulo em 2014. Nesta segunda-feira, no lançamento da candidatura de Carlos Miguel Aidar à presidência do clube, o atual mandatário voltou a falar com otimismo sobre o assunto, como já havia feito em entrevista ao LANCE!Net, há um mês.

– Não posso antecipar se ele vai renovar ou não o contrato, mas diria que tenho esperanças positivas – disse Juvenal, embora admita que não tem conversado sobre o assunto com o goleiro e capitão.

– Não tenho falado diariamente, não. Semanalmente nos falamos, mas não sobre isso especificamente. Falamos das coisas do futebol. Ele ainda não tem uma definição – acrescentou o presidente.

Rogério Ceni prometeu tomar uma decisão até o fim desta semana. A renovação do contrato, que termina em dezembro, será simples caso o camisa 01 decida dar sequência à carreira, mas o próprio admite que tem mudado de opinião com frequência. Às vezes, acha que o corpo não será capaz de aguentar mais uma temporada em alto nível. Em outras ocasiões, tem vontade de "jogar para o resto da vida", como declarou após a ótima atuação diante da Universidad Católica (CHI), na última Copa Sul-Americana.

Enquanto aguarda a decisão de seu maior ídolo, o São Paulo já pensa em possíveis nomes para substituí-lo. O clube já buscou informações sobre Júlio César, do QPR (ING), e Diego Cavalieri, do Fluminense, mas Juvenal diz que tem plena confiança em Denis – as outras opções no elenco atual são Renan Ribeiro e Leo.

– Já recebi vários nomes de goleiros que eventualmente poderiam interessar ao São Paulo, mas desconheço. Confio plenamente no Denis, mas acredito que podemos ter surpresas agradáveis (em relação à permanência de Ceni) – completou o dirigente, que prometeu reforços.

– O campeonato estava em curso, estamos vendo algumas coisas, é natural. Vamos trazer alguns reforços para a próxima temporada – falou.