icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/04/2014
10:36

Em entrevista ao canal ESPN Brasil, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, disse que o culpado pelo estádio do Morumbi ter ficado fora da Copa do Mundo, é o ex-governador de São Paulo, José Serra, do PSDB.

- O estádio óbvio era o Morumbi. Mas o Serra tinha dois problemas insuperáveis. Um era o negócio do Palmeiras dele. Era tão arraigado e tão sofredor que ele não demonstrava em público. Mas chegaram a me contar que ele rezava na frente da televisão. O Beluzzo (ex-presidente do Palmeiras) me dizia que o Serra ligava três vezes durante o jogo, manda tirar o time de campo e mandava invadir o vestiário - afirma Juvenal.

- O Serra foi completamente contra esse negócio de Morumbi. Ele vai se assustar com o que eu estou dizendo - completou o presidente do Tricolor.

Por meio de sua assessoria de imprensa, Serra emitiu uma nota se pronunciando sobre o assunto. Em um trecho da nota, ele afirma que "Juvenal não fala coisa com coisa, inventa fatos e frases que nunca aconteceram".

Na nota, Serra ainda diz que "sempre apoiou que a abertura da Copa fosse em São Paulo e no estádio do Morumbi", e que "quando governador, garantiu em todos os momentos que faria os investimentos de infraestrutura que fossem necessários para a abertura da Copa no Morumbi". Por úlitmo, o político destacou que "a Fifa descredenciou o estádio do Morumbi três meses depois de ele deixar o cargo".