icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
24/08/2015
12:48

A dívida de Vanderlei Luxemburgo com um cassino dos Estados Unidos fez o nome do treinador parar na Justiça.Por decisão do juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível de São Paulo, foi emitido um mandado de citação, penhora e avaliação com o prazo para que o comandante quite a dívida de R$ 428.676,00 com o Wynn Las Vegas.

O despacho, concedido na última sexta-feira, 21 de agosto, define que um oficial de Justiça vá até a residência de Luxemburgo em São Paulo e, a partir do recebimento da citação, o técnico tenha um prazo de três dias para definir como será feito o pagamento. O juiz esclarece que, caso não haja quitação ou parcelamento do acordo da dívida, o oficial está autorizado a fazer a penhora e avaliação dos bens de Luxa, com o objetivo de satisfazer o débito.

Além disto, foram estabelecidos 15 dias para Vanderlei Luxemburgo embargar apresentar embargos à decisão do juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz. O cassino cobra uma divida de US$ 130 mil que treinador (R$ 428.676,00) que teria contraído em 2014.

O Wynn Las Vegas apresentou à Justiça do Brasil um cheque promissório no valor de US$ 300 mil, dos quais, segundo o estabelecimento, Vanderlei Luxemburgo quitou em torno de US$ 161 mil.


A dívida de Vanderlei Luxemburgo com um cassino dos Estados Unidos fez o nome do treinador parar na Justiça.Por decisão do juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível de São Paulo, foi emitido um mandado de citação, penhora e avaliação com o prazo para que o comandante quite a dívida de R$ 428.676,00 com o Wynn Las Vegas.

O despacho, concedido na última sexta-feira, 21 de agosto, define que um oficial de Justiça vá até a residência de Luxemburgo em São Paulo e, a partir do recebimento da citação, o técnico tenha um prazo de três dias para definir como será feito o pagamento. O juiz esclarece que, caso não haja quitação ou parcelamento do acordo da dívida, o oficial está autorizado a fazer a penhora e avaliação dos bens de Luxa, com o objetivo de satisfazer o débito.

Além disto, foram estabelecidos 15 dias para Vanderlei Luxemburgo embargar apresentar embargos à decisão do juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz. O cassino cobra uma divida de US$ 130 mil que treinador (R$ 428.676,00) que teria contraído em 2014.

O Wynn Las Vegas apresentou à Justiça do Brasil um cheque promissório no valor de US$ 300 mil, dos quais, segundo o estabelecimento, Vanderlei Luxemburgo quitou em torno de US$ 161 mil.