icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/06/2014
12:05

A justiça da Espanha intimou o pai de Neymar a depor como testemunha no precesso que investiga a negociação entre o camisa 10 da Seleção Brasileira e o Barcelona, sue atual clube. O juiz Pablo Ruz adiou o depoimento do atual presidente do clube Josep Maria Bartomeu para ouvir primeiro Neymar da Silva Santos. A informação é do site é do site de notíciam Marca.

Segundo o notíciário, a promotoria do caso pede para que o juiz do caso exija do pai do atacante faturas do pagamente de 5% de comissão para a empresa N & N, a qual pertence ao próprio pai de Neymar.

Devido à nebulosa negociação entre o Santos e o Barcelona, o ex-presidente do clube da Catalunha, Sandro Rossell, pediu renúncia do cargo. Pouco antes, o ex-mandatário do Peixe, Luis Alvaro, também se afastou, mas alegou problemas de saúde.

Em fevereiro deste ano o Santos acionou na justiça o pai de Neymar para ter acesso aos documentos entre o Barcelona e a N & N, mas teve seu pedido negado pelo tribunal.

Neymar da Silva Santos admitiu publicamente que recebeu cerca de R$ 40 milhões do clube catalão como forma de adiantamento e garantia pela negociação.