icons.title signature.placeholder Diego Lima - Craque do Futuro
20/11/2014
09:24

No final da tarde de quarta-feira, o Atlético-PR teve seu primeiro resultado negativo no caso da renovação de contrato do meia Nathan. O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região avaliou que o contrato estabelecido anteriormente, no qual finaliza em 31 de março de 2015, deve ser cumprido - ao contrário da liminar que obrigava o jogador a seguir no Furacão até 2017.

Em seu julgamento, a desembargadora Teresa Cristina Gosdal, afirmou que a liminar vencida pelo Furacão em dia 20 de outubro pela 15ª Vara do Trabalho de Curitiba, não atendia aos “pressupostos de verossimilhança do Direito e o perigo de dano”.

Embora o advogado do jovem de 18 anos, Henrique Caron, comemore a ação favorável, a decisão ainda cabe recurso, e a tendência é que a batalha judicial entre Atlético-PR e Nathan se estenda.